plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

25 de julho de 2024 - 01:57

Reinaldo recebe ministro do Paraguai e reforça avanços nos programas para fomentar economia na fronteira

Campo Grande (MS) – A integração econômica entre Brasil e Paraguai vem se fortalecendo a cada dia. Na manhã desta terça-feira (21), o governador Reinaldo Azambuja recebeu a visita de cortesia do ministro da Indústria e Comércio do Paraguai, Gustavo Leite, acompanhado de uma comitiva, para reforçar a interlocução e o cadeamento produtivo entre os dois países. O ministro está em Campo Grande para participar do lançamento do projeto Indústria sem Fronteiras, que busca atrair empreendimentos e investimentos de todo o Brasil para as cidades fronteiriças.

O governador destacou que a união entre os países vem avançando bastante e que o programa possibilita a integração ainda mais forte de empresas tanto instaladas do lado do Paraguai quanto do Brasil. Durante a audiência, Reinaldo falou sobre os pontos comuns como corredor bioceânico rodoviário e o tratado da construção da ponte que liga as cidades de Carmelo Peralta e Porto Murtinho.

“Estamos em conversa constante com o ministro Gustavo e temos avançado. O corredor bioceânico para a construção da ponte, está com tratado assinado e sob análise do Congresso Brasileiro, para podermos licitar e executar a obra da ponte. Temos a integração da malha ferroviária que liga Ponta Porã com a malha paraguaia numa possível integração. Também a questão da entrada dos caminhões paraguaios no Brasil e vice versa, que depende de um acordo o qual está muito próximo de ser finalizado. O Paraguai concessionou o porto de Concepción e nós temos em Porto Murtinho, podendo gerar uma integração hidroviária. Não tenho dúvidas que essa união vai gerar dinâmica e competitividade a nossa economia”, declarou Reinaldo.

O ministro Gustavo Leite enfatizou a disposição das autoridades políticas dos dois países na união da geração de riquezas e falou sobre a questão da logística, citando a colheita de 2017 de Mato Grosso do Sul e do Paraguai.

“Nada tem tando sentido como o sentido comum. Mato Grosso do Sul e Paraguai tiveram a maior colheita da historia em 2017. Então a lógica é que continuemos trabalhando juntos. O porto de Concepción esta à disposição e esse grande volume é que vai mover sua atividade. poderemos escoar pelo corredor rodoviário bioceânico, com caminhoneiros de MS e do Paraguai. Uma vez que funcione para retirar carga, o porto vai funcionar também para trazer fertilizantes. Estamos unidos pela geografia, pela historia e não há forma de divorciamos, não é um matrimônio comum, é para toda a vida. Por sorte temos autoridade politicas que compreendem que a hora é de melhorar para ambos”, afirmou o ministro.

Industria Sem Fronteiras

O projeto Indústria sem Fronteiras está sendo lançado nesta terça-feira (21) pela Federação das Industrias de MS (Fiems). De acordo com a federação, o objetivo é fornecer informações ao empresário sobre as vantagens competitivas de implantar um empreendimento na região de fronteira. A ação será executada por meio de mecanismos do Programa Fomentar Fronteiras, criado por meio do Decreto nº 14.090/2014, e da chamada Lei de Maquila, que prevê a isenção de impostos.

Na ocasião, o programa será apresentado aos empresários, além da infraestrutura dos municípios fronteiriços, como a logística de transportes, custo da energia e água, mão de obra e, ainda, locais adequados para instalação do empreendimento. Conforme o presidente da Fiems, Sérgio Longen, o projeto será levado para todas as federações das indústrias do País e os municípios de MS que aderiram terão seu nome divulgado para potenciais investidores de diversas regiões brasileiras.

Também participaram do encontro o vice ministro de Comércio do Paraguai, Don Oscar Stark; o consul do Paraguai no Brasil, Angelo Adrian Gil; o governador de Alto Paraná, Don Justo Zacarías Irún; o secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), Eduardo Riedel; o deputado Estadual, Paulo Corrêa, entre outras autoridades.

Diana Gaúna – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Foto: Chico Ribeiro

Fonte: Notícias MS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *