plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Reinaldo dá continuidade ao combate à dengue e reforça participação da sociedade contra o mosquito

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

As ações de combate ao mosquito da dengue entram na segunda etapa da gestão do governador Reinaldo Azambuja. Lançada oficialmente nessa terça-feira (25), a Campanha Estadual de Continuidade no Combate ao Mosquito Aedes Aegypti segue com reforço de investimentos e incentivo financeiro pago aos agentes de saúde. Para auxiliar na “guerra contra o mosquito”, o Governo entregou 11 veículos que serão entregues aos núcleos regionais.

A continuidade será executada por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES/MS) que reforçará os trabalhos de conscientização no combate ao foco de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, em especial na redução do acúmulo de resíduos nas residências e em terrenos baldios nos municípios de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o governador, o investimento na segunda etapa segue com o objetivo principal de reduzir o número de pessoas infectadas. Reinaldo informou que no ano de 2015 foram aplicados R$ 20 milhões e que neste ano será investido o mesmo valor.

“Os recursos deverão ser no mesmo valor em todas as ações. São investimentos importantes que fortalecem principalmente os agente de saúde. Incentivo que o Governo do Estado está pagando para que esses agentes, que fazem as visitas mais criteriosas, identifiquem os focos. Nosso objetivo principal é a diminuição do número de focos e principalmente do número de pessoas infectadas no MS”, afirmou o governador.

Durante o lançamento foram entregues 11 veículos que serão enviados para os núcleos regionais. São nove caminhonetes Fiat Strada com bombas de aplicação de veneno acopladas e dois veículos modelo Nissan Versa para a Coordenadoria Estadual de Controle de Vetores, adquiridos com recursos próprios do Estado que representam R$ 527.300,00 em investimentos.

“Há momentos em que é preciso uma ação emergencial em região de incidência maior. Esse controle tem sido feito pela sala de situação que monitora todo o Estado. Os veículos serão enviados para os núcleos regionais. O que nos preocupa agora é que estamos em época de chuvas e aliado a isso, haverão as transições municipais. Esperamos que todos tenham como uma das prioridades combater o mosquito e salvar vidas. Essa é uma é uma luta que precisa ser muito bem articulada”, disse.

Para o período 2016/2017, as ações de enfrentamento ao mosquito contarão com o suporte da Sala Estadual de Situação que expandirá os seus trabalhos por meio das salas de situação regionais, formados junto aos núcleos regionais de saúde, para intensificar a coleta de informações e direcionamento de equipes em um trabalho conjunto aos municípios.

“O mais importante é que essa guerra deve ser vencidas por todos nós. O governo faz sua parte, mas precisa que a sociedade nos ajude no combate, principalmente dos criadouros do mosquito”, finalizou Reinaldo.

Texto: Diana Gaúna, subsecretaria de Comunicação (Subcom)
Foto: Chico Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.