Primeira vez em exibição no Estado, Festival do Minuto encanta público e é incentivo a novas produções

Compartilhe:

O público que esteve presente na noite desta segunda-feira (03.06) no auditório do Museu da Imagem e do Som pôde conferir os melhores vídeos do Festival do Minuto dos anos de 2017 e 2018 produzidos no Brasil e em todo o mundo. Entre eles, três produções sul-mato-grossenses: “Autorretrato”, “Performance Grupo Colisão” e “Disforia”, dos autores Renan Braga, Rodrigo Bevenuto e Figgy Isa.

O Festival do Minuto trabalha com a seleção de imagens em movimento – de amadores e profissionais – para o exercício da síntese em trabalhos com duração máxima de 60 segundos. Ele foi o pioneiro no formato no mundo, tendo inspirado a criação de Festivais do Minuto em mais de 50 países.

É a primeira vez que o MIS participa da Rede de Exibição do Festival. A coordenadora do MIS, Marinete Pinheiro, decidiu inscrever o Museu, que foi selecionado com mais 240 instituições em todo o país para as exibições. Em Mato Grosso do Sul, o MIS foi o único local a exibir os filmes. “Quando vi que tinha a possibilidade de trazer os filmes pra cá, inscrevi o museu. A gente tem a possibilidade de mostrar ao público um material de um festival que já tem 25 anos de existência. Daí, é possível acompanhar todo o avanço tecnológico nos processos de produção. Você consegue ver uma diversidade de sons, imagens, de planos. As pessoas começam a ter uma percepção diferenciada sobre determinada ideia. É importante também mostrar o poder da síntese, o quanto um minuto pode ser tão grande, tão longo, como contar algo em tempo pouco tempo”.

A estudante de Artes Visuais na UFMS, Laís Rocha Oliveira, trouxe o filhinho, Miguel Rocha da Silva, que ainda bebê veio prestigiar o Festival, e sua mãe, Silva Rocha Silva, servidora pública. “Nós moramos juntas e para minha filha poder vir, decidimos trazer o Miguel”.

Laís e Silvana já fazem parte do mundo das artes e são assíduas do MIS, a primeira, tem obras expostas na Mostra de Arte Digital, em cartaz no Museu, e a segunda participou da elaboração de um dos documentários em comemoração aos 40 anos de Mato Grosso do Sul, exibido no MIS.

O bebê acompanhou as exibições quietinho no começo, mas depois ficou encantado com as imagens e fez muito barulho, fazendo com que Laís e Silvana tivessem que deixar o museu antes do final. “O importante é que ele se animou. Ele sempre vai conosco nos eventos culturais”.

Fernando Santana Cardoso, acadêmico de Biomedicina na Uniderp, está pela segunda vez no MIS e veio a convite do seu amigo, o cientista social Igor Moura, frequentador assíduo dos eventos ligados ao cinema. “Gostamos bastante de cinema. Aqui é um lugar confortável, você se sente acolhido. Estivemos aqui na semana passada para a exibição do filme ‘Uma mulher fantástica’. Gostamos muito e aqui estamos de volta”.

Ao fim das exibições, a coordenadora do Museu convidou a todos os que se animaram com os vídeos a fazer suas próprias produções e se inscrever no Festival do Minuto 2019. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site até o dia 30 de junho.

Podem participar do Festival do Minuto pessoas de qualquer lugar do mundo, ou seja, que estejam no Brasil ou em qualquer outro país. Não é necessário ser profissional da área do audiovisual para participar.

Os vídeos poderão ser realizados em qualquer tipo de equipamento que produza imagens em movimento: câmera de vídeo, câmera de foto digital (sequências de fotos), câmera de celular, animação feita no computador, etc.

Os vídeos deverão ter no mínimo 01 (hum) segundo e no máximo 60 (sessenta) segundos de duração, incluindo os créditos. Será dada uma tolerância de no máximo até 03 (três) segundos.

Os conteúdos inscritos serão avaliados pelo comitê de curadores do Festival e os mais bem avaliados receberão o troféu minuto, de acordo com as categorias ou temas em que foram inscritos ou, dependendo do caso, de acordo com as categorias ou temas que lhes forem atribuídas pela curadoria do Festival. Não há limite de vídeos a serem enviados por realizador.

A inscrição é gratuita, mas para que seja possível o envio de vídeos, é preciso preencher um cadastro de usuário no site www.festivaldominuto.com.br (ou em um dos endereços de internet do Festival do Minuto informados acima) e aceitar os Termos de Uso e Serviço, bem como o Regulamento do Festival do Minuto.

Karina Lima – Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS)


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *