plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Presídio de Bataguassu recebe kits de uniformes confeccionados por internos de Naviraí

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Com a proposta de promover igualdade, melhorar a segurança e a salubridade, o Estabelecimento Penal de Bataguassu (EPB) implantou a uniformização na vestimenta dos custodiados. Produzidos por internos da Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí, foram entregues, no início do mês, 200 kits com camiseta, bermuda e calça.

Com mão de obra de seis internos, os uniformes foram produzidos em três semanas na oficina de costura instalada no presídio de Naviraí. Todo o material necessário para a confecção das peças foi adquirido pela unidade penal de Bataguassu.

De acordo com o diretor em substituição legal do EPB, Luiz Fernando da Silva Jesus, a proposta surgiu com o objetivo de tornar o ambiente prisional mais salubre e limpo, já que evita o acúmulo de roupas nas celas. “Entrei em contato com a direção de Naviraí, que prontamente nos atendeu. Essa interação entre as unidades prisionais é muito importante para o avanço e fortalecimento da instituição”, ressaltou.

O diretor informou ainda que a penitenciária de Naviraí também já ofereceu suporte em outras ações, como a implantação do avanço tecnológico em Bataguassu, com o Sistema de Escolta Penitenciária (SEP), desenvolvido pelo servidor Marcos Paulo Ambrózio. “Agradeço todo o apoio recebido e já estamos discutindo novos projetos para 2021”, revelou.

Conforme o diretor da penitenciária de Naviraí, Rogério Capote, a confecção foi instalada na unidade penal a partir da necessidade de produzir os uniformes dos internos do local. “Transformamos o antigo alojamento masculino em um espaço amplo para instalação das máquinas de costura, mesa de corte e serigrafia. Com a chegada da Covid-19, aprimoramos as técnicas dos internos com a produção de máscaras de proteção em larga escala, depois iniciamos os uniformes”, informou.

Para dar continuidade na produção, o presídio conta com apoio do Conselho da Comunidade de Naviraí para aquisição dos insumos. “Fazemos reparos e troca das peças sempre que necessário também. Essa foi a primeira parceria com outra unidade penal e a união de esforços é essencial para aprimorarmos os serviços prestados”, concluiu Capote.

Ao todo, foram confeccionados pelos internos de Naviraí 200 kits contendo camiseta, bermuda e calça

Pelo trabalho, os internos recebem remição de um dia na pena a cada três de serviços prestados, conforme estabelece a Lei de Execução Penal.

Para o diretor-presidente da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), Aud de Oliveira Chaves, a iniciativa gera economia aos cofres públicos e oportunidade de ocupação laboral aos reeducandos. “A Agepen busca realizar um trabalho integrado entre as unidades prisionais do Estado em prol de um cumprimento de pena digno e eficiente”, destacou o dirigente.

O oferecimento de ocupação produtiva dentro das unidades penais e assistenciais de Mato Grosso do Sul é coordenado pela Diretoria de Assistência Penitenciária da Agepen, por meio da Divisão de Trabalho Prisional.

Também esteve presente durante a entrega dos kits de uniformes, o diretor de Operações da Agepen, Acir Rodrigues. Como forma de agradecimento, o presídio de Bataguassu entregou um certificado ao diretor da Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí.

Tatyane Santinoni, Agepen

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *