plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Prefeitura e instituições assinam TAG pela melhoria no Transporte Público em Campo Grande   

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Um Termo de Ajustamento de Gestão foi celebrado na manhã desta quarta-feira, 11 de novembro, entre o Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, a Prefeitura de Campo Grande, Agências Reguladoras e o Consórcio Guaicurus, estabelecendo ajustes na prestação de serviços do Sistema de Transporte Público da Capital. O TAG também estabelece medidas que vão proporcionar solução adequada para algumas impropriedades, apontadas na inspeção realizada no exercício de 2019, como consta no processo TC/1863/2019.

TAG põe fim à crise no transporte público da Capital (Foto: Divulgação)

O documento foi assinado pelo conselheiro-relator Waldir Neves, o prefeito da Capital Marcos Trad, Nelson Guenshi Asato, diretor-presidente do Consórcio, pelo diretor-presidente da AGETRAN, Jannine de Lima Bruno, por Vinícius Leite Campos, diretor-presidente da AGEREG. O presidente da Corte de Contas, conselheiro Iran Coelho das Neves e os conselheiros Ronaldo Chadid, Osmar Jeronymo e Marcio Monteiro, assinaram como testemunhas.

Na solenidade, o conselheiro Waldir Neves, lembrou que no relatório feito pela equipe técnica do TCE-MS foram apontadas 18 irregularidades e considerou que o ato de hoje, deu o primeiro passo para concretizar algo que há muito tempo tem sido motivo de polêmica discussão e desconfiança, que é a questão do transporte coletivo, e ressaltou: “Quero deixar claro que esse Tribunal criou um mecanismo justamente para facilitar a solução dos problemas, que é o TAG”.

Waldir Neves explicou que o próximo passo é aprovar o Termo de Ajuste de Gestão em sessão do Tribunal Pelo e a partir daí passará a ser uma obrigação e será monitorado pelo TCE, e demais partes envolvidas.

O diretor do Consórcio Guaicurus, João Rezende Filho, destacou que o momento é histórico visto que o transporte coletivo da Capital precisava de um espaço para que seus problemas fossem levados a discussão. “Agradeço tudo o que foi tratado aqui hoje e confiamos na idoneidade do Tribunal de Contas no empenho para chegarmos a um denominador comum em relação ao transporte público de Campo Grande”.

De acordo com Vinícius Leite Campos, diretor-presidente da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (AGEREG), o problema do transporte coletivo não é somente de Campo Grande é um problema no Brasil e como toda política pública, não existe uma solução mágica que resolva os diversos problemas detectados e destacou a importância da iniciativa do TCE-MS com a assinatura do TAG. “Agradeço a iniciativa do Tribunal de Contas de ir junto a Prefeitura de Campo Grande, a AGEREG, a AGETRAN, ao Consorcio Guaicurus com a participação da Câmara Municipal para tentarmos, juntos, encontrar soluções para que melhore a qualidade dos serviços públicos do transporte com a população”, finalizou.

Leia na íntegra o TAG aqui.

Olga Mongenot

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.