Rádio e TV Educativa de MS

População de Corumbá se mobiliza para ajudar imigrantes haitianos

Comerciantes e moradores cedem casas para imigrantes no período de noites frias. Segundo Pastoral da Mobilidade Humana, pelo menos 300 haitianos estão na cidade
0
Haitianos que entraram no Brasil por Corumbá estão sofrendo com as baixas temperaturas do inverno (Foto: Reprodução/TV Morena)

Haitianos que entraram no Brasil por Corumbá estão sofrendo com as baixas temperaturas do inverno (Foto: Reprodução/TV Morena)

Muitos haitianos que estão em Corumbá são considerados ilegais, porque ainda não passaram pelo atendimento da Polícia Federal. Por conta disso não conseguem trabalhar e nem comprar passagens para outras cidades.

A Pastoral da Mobilidade Humana estima que 300 haitianos estão na cidade nesta situação. Durante o dia eles circulam pelas ruas e ficam nos arredores da rodoviária.

A prefeitura de Corumbá disse que já solicitou à Secretária de Assistência Social e Direitos Humanos um relatório sobre o fluxo diário de imigrantes e dos procedimentos feitos até o momento. Ainda esta semana devem decidir sobre a criação ou não de um gabinete de crise para atender os imigrantes.

Ainda de acordo com a prefeitura, na última quinta-feira (5), o órgão entrou em contato com o Ministério do Desenvolvimento Social e relatou a atual situação. O Governo Federal informou que ainda estuda que medidas serão tomadas na cidade.

No albergue municipal que tem 22 vagas, a prefeitura disse atender os moradores de rua e outras pessoas de passagem por Corumbá. Até junho deste ano, 326 haitianos se hospedaram no local. Em todo ano de 2017 foram 151.

FONTE: g1.globo.com

Compartilhe:

Deixe sua resposta

Seu endereço de email não será publicado.