plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

27 de março de 2023 - 15:37

Parâmetros ideais garantem reprodução de peixes no Bioparque

 

Adaptados e confortáveis à sua nova casa, um casal de Oscar selvagem (Astronotus Crassipinnis) se reproduziu de forma espontânea e independente no tanque externo do Bioparque Pantanal, denominado Margens do Rio.

O casal de Oscar que se reproduziu no Bioparque Pantanal foi coletado em uma baía no município de Miranda, em agosto de 2022. A desova foi registrada pelos biólogos no dia 23 de janeiro e o nascimento dos filhotes ocorreu no dia seguinte.

Os Oscars são espécies que ocorrem no Pantanal sul-mato-grossense e possuem característica de cuidado biparental, o que significa que o macho e a fêmea dividem o cuidado e a proteção dos ovos e dos filhotes. Uma das curiosidades da espécie é que os pais colocam os filhotes na boca para protegê-los quando sentem algum tipo de ameaça.

O biólogo e curador do Bioparque Pantanal, Heriberto Gimênes Junior, explica que a reprodução espontânea do casal em apenas cinco meses de adaptação foi possível devido aos parâmetros da água e às condições ideais do tanque, além do trabalho realizado pela equipe responsável pelo bem-estar animal, nutrição e do Sistema de Suporte à Vida (SSV).

“Uma reprodução em cativeiro é o ápice do bem-estar animal. Este casal de peixes foi coletado no segundo semestre do ano passado em Miranda e depois de todas as estabilizações dos parâmetros de qualidade de água, da adaptação ao alimento e dos protocolos de bem-estar animal houve a reprodução. Este fato demonstra que estamos atendendo os parâmetros nutricionais, de ambiente e de qualidade de água e todos esses segmentos positivos proporcionaram a reprodução”, afirmou Heriberto.

A reprodução de Oscars em ambientes controlados ou em aquários não é inédita, mas é a primeira reprodução espontânea da espécie em um tanque do Bioparque.

Na avaliação da diretora-geral do maior aquário de água doce do mundo, Maria Fernanda Balestieri, o nascimento dos novos peixes reforça o trabalho de excelência realizado de forma integrada pelas equipes do complexo.

“Resultados como este reforçam o comprometimento dos profissionais que integram as equipes envolvidas. O trabalho coeso e integralizado entre as equipes do Sistema de Suporte à Vida, manejo, nutrição e bem-estar animal tornam o trabalho de conservação uma realidade constante no empreendimento”, avalia Maria Fernanda.

A diretora ainda destaca que os estudos acadêmicos foram introduzidos dentro do Bioparque e, por meio da ciência, excelentes resultados estão sendo alcançados nos pilares da pesquisa e conservação. “Aqui, celebramos com alegria cada vida nascida”.

Eduardo Coutinho e Rosana Lemes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *