Palestras em Campo Grande lembram vítimas de acidentes de trabalho

Compartilhe:

As vítimas de acidentes de trabalho e de doenças ocupacionais serão tema de palestras que acontecem nesta sexta-feira, 27 de abril, das 14h às 16h, no Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações de Mato Grosso do Sul (Sinttel-MS). O evento é gratuito e as inscrições podem ser feitas na sede do sindicato – Rua José Antônio, 1682, Centro, Campo Grande. Em 2017, 38 trabalhadores perderam a vida em Mato Grosso do Sul, vítimas de acidentes, o que representa um aumento de 72% em relação ao ano anterior.

Evento acontece nesta sexta-feira, 27, e abordará temas como depressão, organização do trabalho, assédio moral, movimento Abril Verde e normas regulamentadoras relacionadas à saúde e à segurança no trabalho

Entre os expositores, está a procuradora do Ministério Público do Trabalho (MPT), representante regional da Coordenadoria de Defesa do Meio Ambiente do Trabalho (Codemat) e especialista em Direitos Humanos, Cláudia Fernanda Noriler Silva. Ela falará sobre meio ambiente de trabalho, a atuação do MPT na prevenção de acidentes e o movimento Abril Verde, campanha de âmbito nacional que pretende alertar a sociedade para a importância da prevenção de acidentes de trabalho e de doenças decorrentes da atuação profissional. O mês de abril foi escolhido em razão de duas datas importantes: Dia Mundial da Saúde (7) e Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho (28).

O evento terá ainda uma palestra sobre “Normas regulamentadoras relacionadas à saúde e à segurança no trabalho”, a ser ministrada pelo presidente do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Trabalho de Mato Grosso do Sul (Sintest-MS), André Luiz Ferreira.

Já a especialista em Medicina do Trabalho Deise Gardin Martim abordará temas como depressão, problemas auditivos, assédio moral, sinais e sintomas de adoecimento, ergonomia, ritmo de digitação, organização do trabalho, medidas protetivas, entre outros assuntos.

Além da perda de vidas, incapacitações e danos à integridade física dos trabalhadores, irrecuperáveis, os prejuízos decorrentes de acidentes e doenças do trabalho são estimados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 4% do PIB, o que ultrapassa o valor de R$ 200 bilhões de reais por ano somente no Brasil. Segundo dados oficiais, são registrados mais de 500 mil acidentes de trabalho por ano no país, causando mais de 2 mil mortes por ano e retirando definitivamente do mundo do trabalho 37 trabalhadores por dia.

Fonte: Ministério Público do Trabalho em Mato Grosso do Sul


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *