plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

22 de julho de 2024 - 23:15

Obras do novo terminal portuário de Murtinho devem ficar prontas em 1 ano

As obras do novo terminal portuário de Porto Murtinho devem começar até dezembro e em um ano começam os embarques. A garantia é do diretor-executivo do grupo Navios South American Logistics, Cláudio Lopez, que acompanhado de outros diretores do grupo, da empresa Docas do Murtinho e de uma delegação de executivos chineses se reuniram com o governador Reinaldo Azambuja na tarde desta quarta-feira (16). Os secretários Eduardo Riedel (Governo) e Jaime Verruck (Meio Ambiente e Desenvolvimento) também participaram da reunião.

Foto: Edemir Rodrigues Subsecom/MS

Verruck assegurou que no dia 25 de outubro (sexta-feira da semana que vem) o Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) libera a licença para instalação, o que permite o início das obras. O Imasul é o órgão ambiental do Estado, vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar). Jaime destacou a “dimensão logística” e o “alto grau de competitividade” que os produtos sul-mato-grossenses terão a partir dessa nova perspectiva de escoamento.

O cálculo apresentado pelo executivo da Navios South American Logistics é de que, embarcando por Murtinho, o produtor sul-mato-grossense terá um ganho de 10 dólares para cada tonelada de grãos. Essa conta deve ser decisiva para garantir a movimentação do terminal portuário, que terá capacidade para embarcar 800 toneladas/hora de grãos em cada uma das duas linhas de carregamento.

O investimento será de R$ 120 milhões e deve gerar 450 empregos diretos e indiretos. A empresa adquiriu área de cinco hectares na barranca do rio Paraguai onde vai construir as linhas de carregamento, três silos de 15 mil toneladas cada e um armazém para 35 mil toneladas de fertilizantes. O grupo já opera outros três portos (dois no Uruguai e um no Paraguai) e é dono de uma das maiores frotas de navios tanques barcaças e empurradores em navegação na hidrovia.

Cláudio Lopez explicou que, em princípio, a ideia é transportar soja e milho em barcaças pelo rio Paraguai até o porto de Nova Palmira, no Uruguai, de onde o produto segue em navios para a Ásia e demais países. E no retorno as barcaças trazem fertilizantes e adubo. Em um segundo momento o terminal pretende embarcar também combustível.

“Vemos uma grande capacidade de crescimento para a região devido às circunstâncias internacionais favoráveis, e nossa empresa quer ajudar com a cadeia logística a melhorar o acesso ao mundo dos produtos de Mato Grosso do Sul. Porto Murtinho será a saída direta ao mar, o que é fundamental. O governo do Estado tem essa visão revolucionária de acessar os mercados do mundo e nossa empresa compartilha desse projeto”, afirmou.

O governador anunciou, na ocasião, a construção do contorno rodoviário de Porto Murtinho, obra de R$ 28 milhões que será licitada em breve. O projeto executivo já está pronto, conforme mostrou Reinaldo Azambuja aos empresários.

Quanto aos executivos chineses presentes à reunião, eles pertencem a grupo de companhias que atuam na área de alimentos e compram 5 milhões de toneladas de grãos por ano na região. E demonstraram interesse em fazer negócios com Mato Grosso do Sul.

Foto da capa: Edemir Rodrigues – SubSecomMS

Publicado por: João Prestes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *