plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

4 de março de 2024 - 13:39

No período de férias, Bombeiros alertam para cuidados durante as trilhas

No período de férias o volume de pessoas que buscam se aventurar em trilhas de Mato Grosso do Sul costuma aumentar. Destinos como a Trilha da Usina Abandonada e Morro do Ernesto, em Campo Grande, ou até mesmo a Trilha dos Mirantes e o Caminho das Antas, em Piraputanga, são uma das diversas opções para fugir da correria da cidade e ter contato com a natureza.

Essa aventura, porém, deve ser acompanhada de alguns cuidados, para que a diversão não termine em problemas. Para o chefe da Assessoria de Comunicação do Corpo de Bombeiros Militar, Major Fábio Pereira de Lima, a primeira preocupação que uma pessoa precisa ter antes de sair para a trilha é a condição do tempo. “Primeiramente deve verificar as condições do clima para saber se vai chover, se vai ter tempestade”, disse.

Avisar os famílias sobre onde está indo é algo também primordial. “Quando ela se deslocar para alguma trilha que informe as pessoas da família onde ela estará”, completou o major. O que levar para a prática do esporte é um fator importante. Na mochila não podem faltar alimentos leves, água, lanterna, apito e um kit de primeiros socorros. O celular carregado e uma bateria externa são dois itens que podem auxiliar em um momento de socorro.

Tão importante quando avisar os familiares e separar o que levar, é saber quem vai orientar a trilha. “É importante ir com um guia ou uma pessoa que tenha experiência e conheça o local”, orienta o Major Fábio. Para evitar de se perder do grupo, é importante que não perca de vista e não se desprenda das pessoas que estão na trilha. “É importante andar em no mínimo três pessoas e nunca se desprender do grupo”, orientou.

Para não correr o risco de se perder, é necessário também levar um mapa, GPS. Já para que a prática do esporte se torne mais leve, o (a) aventureiro (a), deve escolher roupas leves e não se esquecer do repelente e do protetor solar. “Essas são as principais dicas para quem vai realizar uma trilha com segurança”, concluiu o major Fábio.

Joilson Francelino, Subcom
Foto: Edemir Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *