Nelson Cavaquinho é um dos Donos da Música

Compartilhe:

Nelson Cavaquinho. (foto: reprodução)

Nesta sexta-feira (02/08), a partir das 22h,  as composições e as melodias de Nelson Cavaquinho tomam as ondas da Educativa 104.7 FM no programa Os Donos da Música com Marta Maria.

Nascido Nelson Antônio da Silva no Rio de Janeiro, capital, em 29 de outubro de 1911, Nelson Cavaquinho eternizou seu nome com seu instrumento. Sambista e compositor, Nelson adotou um estilo único de manipular o cavaquinho.

O envolvimento com a música veio com o pai, Brás Antônio da Silva, músico da banda da Polícia Militar, e seu tio violinista, Elvino. Morador da Gávea, Nelson passou a frequentar as rodas de choro. Foi nessa época que surgiu o apelido que o acompanharia por toda a vida.

Deixou mais de quatrocentas composições, entre elas clássicos como “A Flor e o Espinho” e “Folhas Secas”, ambas em parceria com Guilherme de Brito, seu colaborador mais frequente. Por falta de dinheiro, Nelson eventualmente “vendia” parcerias de sambas que compunha sozinho, o que fez com que Cartola optasse por abandonar a parceria e manter a amizade.

Sua primeira canção gravada foi “Não Faça Vontade a Ela”, em 1939, por Alcides Gerardi, mas não teve muita repercussão. Anos mais tarde foi descoberto por Cyro Monteiro que fez várias gravações de suas músicas. Começou a se apresentar em público apenas na década de 1960, no Zicartola, bar de Cartola e Dona Zica no centro do Rio. Em 1970 lançou seu primeiro LP, “Depoimento de Poeta”, pela gravadora Castelinho.

Suas canções eram feitas com extrema simplicidade e letras quase sempre remetendo a questões como o violão, mulheres, botequins e, principalmente, a morte, como em “Rugas”, “Quando Eu me Chamar Saudade”, “Luto”, “Eu e as Flores” e “Juízo Final”.

No carnaval de 2011 a escola de samba G.R.E.S. Estação Primeira de Mangueira homenageou Nelson Cavaquinho pelo seu centenário. “O Filho Fiel, Sempre Mangueira” é o nome do enredo que a agremiação levou para a avenida. O músico era torcedor da escola de samba carioca.

Nelson Cavaquinho deixou uma breve, porém notável, discografia com os álbuns “Depoimento do Poeta” (1970), Nelson Cavaquinho – série documento (1972), Nelson Cavaquinho (Odeon/1973) e “As Flores em Vida” (1985) . Nelson faleceu em 18 de fevereiro de 1986, aos 74 anos.

Sintonize – Com produção e apresentação de Marta Maria, o programa Os Donos da Música coloca os pais de letras e melodias como protagonistas de trabalhos que ganham o mundo, muitas vezes, graças a outras vozes. O programa vai ao ar na Educativa 104.7 FM às sextas-feiras a partir das 22h, podendo ser acompanhado também pelo Portal da Educativa.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *