plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

21 de julho de 2024 - 14:50

Na Cadeira do DJ: músicos debatem o espaço conquistado pelos artistas de MS

Odon Nakazato e João Fígar falaram sobre suas carreiras e dos espaços de visibilidade para artistas regionais. (Foto: Daniela Lima)
Odon Nakazato e João Fígar falaram sobre suas carreiras e dos espaços de visibilidade para artistas regionais. (Foto: Daniela Lima)

A participação de João Fígar e Odon Nakazato no programa Na Cadeira do DJ, da FM 104.7 Educativa, nesta segunda-feira (11) se transformou em uma discussão não apenas sobre a riqueza da música de Mato Grosso do Sul, mas também a respeito dos espaços que os artistas da terra têm ocupado. A importância do poder público como um canal para a disseminação da arte local foi destacada pelos convidados e, também, pelos apresentadores Celito e Gilson Espíndola.

Na entrevista, Fígar destacou que um dos desafios, hoje, é manter o espaço da música local “e tentar conquistar mais”. “Os jovens têm hoje esse dever. Lutamos por isso década por década e está hora dessa rapaziada mais forte, em maior número”, destacou o músico.

A opinião é compartilhada por Odon, segundo quem é importante que as próprias instituições atentem para essa necessidade. “Não é só estrutura. Música e cultura também fazem parte de um grande governo e é o que fica no final, a cultura, o simbólico”, destacou.

Nesse sentido, Celito destacou ações capitaneadas pela própria administração estadual, incluindo a Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), um espaço garantido de difusão da cultura estadual.

Músicos lançaram juntos o CD "Pedra que brilha", em 2017. (Foto: Daniela Lima)
Músicos lançaram juntos o CD “Pedra que brilha”, em 2017. (Foto: Daniela Lima)

Fígar e Odon, que em 2017 lançaram juntos o álbum “Pedra que brilha”, falaram também sobre suas trajetórias, iniciadas durante o período de governo militar –marcado pela censura. João Fígar subiu ao palco com Grupo Therra logo aos 15 anos, passando ainda pelo Tetê e o Lírio Selvagem e o Azamba, pelo qual excursionou pela Europa na década de 1980. Além da carreira local, na qual fez parcerias nomes importantes de nossa música, atua em projetos culturais em escolas e fora do Estado, com passagem em vários projetos da Fundac (Fundação Municipal de Cultura) em 2006.

Odon, por sua vez, chegou ter a música “Olha” censurada em show nos anos 1970, no Ibirapuera (em São Paulo). Após passagem pelo Voo Livre, Vozes e Acaba, e acompanhando Geraldo Espíndola e Carlos Colman, abriu em 1988 o primeiro estúdio profissional do Estado e, nas últimas décadas, atuou em vários projetos musicais –incluindo a celebração do cinquentenário do Acaba.

Os músicos destacaram que a abertura destes espaços é fundamental para que a nova geração de artistas que surge possa chegar ao público. “Somos privilegiados com os talentos de Mato Grosso do Sul, de Campo Grande, enfim, há uma gama de intérpretes que não para de jorrar, uma mina de talentos”, destacou Odon.

Sintonize – Apresentado pelos músicos Celito e Gilson Espíndola, integrantes de uma das mais talentosas famílias de artistas sul-mato-grossenses, o Na Cadeira do DJ dá os convidados o poder de definirem as atrações musicais durante um bate-papo descontraído no qual falam sobre a carreira, música, projetos e outros temas variados.

O programa vai ao ar às quartas-feiras, das 10h30 às 11h30, na FM 104.7 Educativa. Os ouvintes também podem acompanhar o programa pelo Portal da Educativa (no link “Ouvir a Rádio”).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *