plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Mutirões contra a dengue vão vistoriar prédios públicos municipais, estaduais e federais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Campo Grande (MS) – Diversos mutirões contra o mosquito Aedes aegypti – transmissor de doenças como a dengue, a zika e a febre chikungunya – vão vistoriar prédios públicos municipais, estaduais e federais em Mato Grosso do Sul, atuando na eliminação de criadouros dos mosquitos. Nesta sexta-feira (2), durante o lançamento da “Mobilização Nacional #mosquitonão” teve início a primeira ação no Estado, realizada no Parque dos Poderes, em Campo Grande, por meio de parceria entre o Governo Estadual, a Prefeitura da Capital e a União.

Equipes de agentes de endemias da Prefeitura, Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Exército vistoriaram prédios do Parque dos Poderes, recolhendo criadouros e conscientizando a população sobre as formas de eliminação do mosquito. “Para diminuir a incidência da dengue e de outras doenças, além de chamar a atenção das pessoas para o risco da contaminação”, disse o segundo sargento do Exército, Vanderlei Silva, ao explicar a parceria das Forças Militares.

Segundo um dos coordenadores da mobilização no Estado, Sérgio Gonçalves, da Secretaria de Estado de Saúde (SES), a ideia da mobilização é que órgãos da administração pública das três esferas sejam vistoriados em todos os municípios de Mato Grosso do Sul, sempre as sextas-feiras. “São ações integradas e simultâneas”, explicou. Com a mobilização, o Governo espera eliminar focos do Aedes aegypti e incentivar empresas, associações e as próprias pessoas a fazerem o mesmo.

Mutirão

No Parque dos Poderes, o mutirão iniciou ao redor da Rádio e TV Educativa, de onde foram retirados copos plásticos e outros objetos que acumulam água. Para a agente de endemia Eva Maria Pereira, de 52 anos, as pessoas não têm noção do perigo quando jogam lixo nas ruas. “Tudo pode acumular água e virar criadouro do mosquito, copo plástico, copo de iogurte, embalagem de biscoito, tudo, até uma tampinha de garrafa de refrigerante”, alertou.

Na governadoria, além da vistoria de campo, foram entregues panfletos de conscientização. Grávida de seis meses, a assessora de gabinete Sirlene Abel, de 40 anos, aprovou a iniciativa. “É muito importante, pois só com conhecimento vamos diminuir os focos do mosquito. Tenho um filho de 5 anos e converso muito com ele sobre esse assunto, para conscientizar mesmo”, revelou. A chefe de gabinete do governador Reinaldo Azambuja, Cristiane Barbosa, falou da importância do mutirão. “É um ato de conscientização do governo que só dará certo com a participação das pessoas”, disse.

As ações do mutirão seguirão sendo realizadas ao longo do dia.

Bruno Chaves, Subcom | Fotos: Edemir Rodrigues

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.