MS no Rádio: Mesmo com economia “sangrando”, vidas perdidas não se recuperam, diz presidente da Câmara da Capital 

Compartilhe:

O presidente da Câmara de Campo Grande, Carlos Augusto Borges, defendeu, em entrevista ao programa MS no Rádio, a aprovação pelo Legislativo da Capital, em sessão remota nesta sexta-feira, da antecipação de feriados para reduzir a mobilidade social e assim frear a transmissão da covid-19.

Vereadores aprovaram feriadão de 9 dias em sessão virtual (Foto: Divulgação-CMCG)

“Pelo amor de Deus, sabemos que os empresários estão sangrando, mas a economia nonós demos recuperar, vidas perdidas não se recuperam”, afirmou, justificando que as autoridades precisam se unir com a sociedade para o enfrentamento da pandemia, porque não há uma solução para a situação sem vacina para todos. “Infelizmente, não tem outra saída: diminuir a circulação”.

Os feriados de 13 de junho e 26 de agosto de 2021 e 2022 serão adiantados para a próxima semana, de 22 a 26 de março. Nestes dias, só poderão funcionar os serviços considerados essenciais, como alimentação, medicamentos, delivery, postos de combustíveis, serviços de saúde e igrejas.

Na mensagem enviada à Câmara, a Prefeitura justifica a necessidade de antecipar os feriados para conter a crise sanitária e hospitalar que atinge a Capital. “A urgente necessidade de medidas de isolamento social como medida preventiva e com finalidade de desafogar os hospitais e unidades de saúde, nos faz antecipar os feriados municipais”, diz a exposição de motivos para a decisão,  recomendada pelo Comitê Municipal de Enfrentamento e Prevenção à Covid-19.

SINTONIZE.

MS no Rádio vai ao ar das 17h30 às 19h. É produzido com a participação do público, interagindo através do telefone 3318 1047, WhatsApp (67) 99333 1047, e por meio das plataformas digitais, nas redes da rádio no Facebook, Instagram e YouTub. O programa poderá ser ouvido também através do canal da 104 no portal (www.portaldaeducativa.ms.gov.br)


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *