MPMS vai investigar supressão de mata nativa em Bonito

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul vai investigar a supressão de  757.9065 hectares de vegetação nativa em Bonito. Ao todo, foram instaurados 15 inquéritos, com base em documentos apresentados pelo promotor Alexandre Estuqui Junior. Na denúncia foram utilizadas imagens de satélite que mostram o desaparecimento da área, possivelmente sem autorização ou licença dos órgãos ambientais.

FNa denúncia foram utilizadas imagens de satélite que mostram o desaparecimento da área, possivelmente sem autorização ou licença dos órgãos ambientais. Foto: PMA

Os editais foram publicados na edição do Diário Oficial da instituição desta terça-feira (19). O objetivo dos inquéritos é apurar a denúncia com coleta de informações, depoimentos, certidões, perícias e outras diligências para posteriormente firmar um compromisso de ajustamento.

A Polícia Militar Ambiental vai auxiliar nas investigações fazendo a identificação do proprietário e se há outra pessoa usufruindo do imóvel, além da atual situação das áreas em que ocorreram as supressões vegetais. Um relatório deve ser encaminhado em 20 dias.

Em novembro o promotor já havia instaurado 13 inquéritos para apurar a prática do mesmo crime em mais de 452 hectares de mata nativa em fazendas.

 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *