MIS exibe documentário sobre os índios Guató em parceria com o Conselho de Psicologia

O Museu da Imagem e do Som (MIS-MS) exibe nesta sexta-feira (12.04), às 19 horas, o documentário “500 Almas”, do cineasta Joel Pizzini. A exibição é realizada em parceria com o Cineclube do Conselho Regional de Psicologia, com entrada franca.

Primeiro longa de Joel Pizzini, o filme foi lançado em 2007, e mostra o delicado processo de reconstrução da memória e da identidade dos índios Guatós. Por meio de depoimentos dos próprios membros da comunidade e de reconstituições de crimes realizados por homens brancos contra eles, o documentário retrata uma tribo indígena da região do Pantanal mato-grossense que foi descoberta muitos e muitos anos após ter sido considerada extinta e que atualmente se encontra dispersa pela área.

O título remete ao censo na tribo indígena Guató, no Pantanal Mato-Grossense, feito durante os tempos do Brasil Império, em que ficou registrado que havia apenas 500 almas. Nos anos 60, os índios foram considerados extintos. Joel Pizzini, então, realizou em 2005 um documentário para provar que não só os Guatós ainda existem, mas que estão em um número quase igual ao da contagem do século XIX.

Por meio de documentos e de entrevistas, o diretor analisa a tribo, em que apenas alguns poucos ainda mantêm as tradições e o idioma. O documentário mostra como vivem esses índios canoeiros, que têm uma relação muito próxima com a água, e tenta reconstituir um pouco desta cultura que se julgava desaparecida, mas que ainda respira. Pizzini tenta refletir sobre a conservação da identidade e da memória.

No elenco estão Paulo José, Helena Ignêz e Matheus Nachtergaele, com participação de Manoel de Barros. Foi realizado por meio do Prêmio de Incentivo à Pesquisa – Fundação Rockfeller/Vitae, Lei do Audiovisual e Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, entre outros. Recebeu diversos prêmios, entre eles: Melhor Pesquisa pela Fundação Rockfeller, Rio de Janeiro; Margarida de Prata pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Rio de Janeiro e Melhor Filme no Festival do Rio e Melhor Documentário Latino-Americano no Festival de Mar del Plata.

Serviço: Exibição do documentário “500 Almas” (103min21seg), classificação indicativa: 10 anos, de Joel Pizzini, no MIS, em parceria com o Cineclube do Conselho Regional de Psicologia. Dia 12.04, sexta-feira, às 19 horas. Entrada franca. O MIS fica no 3º Memorial da Cultura e Cidadania, na avenida Fernando Corrêa da Costa, 559, Centro. Telefone: (67) 3316-9178.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *