plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

27 de maio de 2024 - 14:20

Milho e celulose garantem superávit na balança comercial de MS

A balança comercial de Mato Grosso do Sul apresentou desempenho favorável em fevereiro deste ano, aponta a Carta de Conjuntura do Setor Externo elaborada pela Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico (Semade) e publicada nesta quarta-feira (9). De acordo com a Carta, a desvalorização do dólar a partir maio de 2015 tem resultado em melhoria no comércio exterior sul-mato-grossense. O superávit na balança comercial do Estado com o exterior em 2016 chegou a US$ 297 milhões. Com relação ao resultado em fevereiro de 2016, o superávit alcançou cerca de US$ 184 milhões, diferente do déficit verificado em fevereiro de 2015, de US$ 83 milhões. Clique aqui para fazer o download do documento.

Na avaliação do secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, o resultado é positivo e demonstra o empenho do governo do Estado em oferecer condições que favoreçam a competitividade dos nossos produtos no exterior. “Entretanto, há uma preocupação. A diminuição dos volumes de importação, apontada na Carta, indica uma redução da atividade econômica, inclusive com a queda na importação de gás natural”, afirma.

Já com relação ao volume de exportações, “a economia sul-mato-grossense mostra seu dinamismo”, acrescenta o secretário. “Estamos vendo a confirmação da importância do setor florestal nas vendas externas, tendo a celulose como o produto mais exportado. O milho, segundo item mais vendido para o exterior, também confirma Mato Grosso do Sul como um importante player exportador desse grão nos últimos dois anos. Acreditamos que em março ampliaremos a exportação de soja e carne, pois temos as condições que nos favorecem”, diz.

De acordo com a Carta de Conjuntura da Semade, o mercado asiático mostra-se como grande parceiro comercial nas exportações de Mato Grosso do Sul. “Entre os parceiros comerciais no exterior, a China continua sendo o principal. Ainda podemos destacar a Tailândia, que aumentou em 622% a importação do Estado. Esperamos agora uma recuperação do setor de minério. Neste mês de março o valor no mercado teve aumento de 19%, mas ainda temos dificuldade com a competitividade desse produto sul-mato-grossense”, finaliza o secretário Jaime Verruck.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *