plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Julho Amarelo: Saúde alerta para a prevenção, diagnóstico e tratamento das hepatites virais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

As hepatites virais podem matar.  O alerta é da gerente técnica de DST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria de Saúde do Estado,  Alessandra Salvatore. Ela falou nesta segunda-feira em entrevista ao programa MS no Rádio da Educativa FM 104.7 sobre a campanha “Julho Amarelo” e alertou para a necessidade da prevenção, diagnóstico e tratamento das Hepatites Virais.

“A vacina para a Hepatite B, disponível no SUS para todas as faixas etárias, previne a doença e tem sido responsável pela queda nas notificações e ocorrência do agravo no Estado. Além da vacina, existe tratamento, cujo objetivo principal é reduzir o risco de progressão da doença hepática e também imunoprofilaxia no momento do parto”, explica Salvatori.

A boa notícia é que em Mato Grosso do Sul houve uma redução significativa nas notificações em comparação entre os anos de 2019 e 2020.  A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas.

OUÇA A ENTREVISTA

 

  • No Brasil, os tipos mais comuns são causados pelos vírus A, B e C. Mas também existe o vírus da hepatite D (mais frequente na região Norte) e o vírus da hepatite E, que possui ocorrência rara no país.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *