plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

1 de fevereiro de 2023 - 15:37

Jornal do Rádio: Caravana tira 4 mil da “fila da vergonha” em Mato Grosso do Sul

P1090248
Sergio Luiz Gonçalves, assessor técnico de ações de regionalização da Caravana da Saúde

Campo Grande (MS) – Quatro mil pessoas já tiveram atendimento por meio da Caravana da Saúde, programa criado pelo governador Reinaldo Azambuja para acabar com a “fila da vergonha”, em que a população, principalmente das cidades sem rede hospitalar pública, estava sendo submetida a uma espera de até dois anos por uma consulta ou procedimento cirúrgico.

Em entrevista ao Jornal do Rádio, da 104 FM, e Jornal da TVE, o assessor técnico de ações de regionalização da Caravana da Saúde, Sergio Luiz Gonçalves, disse que nas cinco microrregiões onde houve o mutirão as ações “não apenas resgataram a dívida social, já que a saúde é direito que deve ser assegurado pelo Estado, como também devolveram a milhares de pessoas a dignidade, a autoestima e a perspectiva de qualidade de vida”.

“O Governo do Estado tem realizado sonhos de pessoas que estavam há anos em filas de espera. Nossa meta é alcançar as oito microrregiões de Mato Grosso do Sul, levando atendimento e fortalecendo as redes de atenção à saúde”, disse Sergio.

O atendimento médico no sistema público de saúde estava represado há anos e se não houvesse um programa capaz de acelerar as ações muitos procedimentos demorariam até nove anos, segundo projeção do governo.

A Caravana da Saúde já atendeu as microrregiões de Coxim, Ponta Porã, Três Lagoas e Nova Andradina. Além do atendimento médico, que vai da consulta a encaminhamentos e cirurgias, principalmente nas especialidades de ortopedia e oftalmologia, a população é atendida por serviços públicos, como emissão de carteiras de identidade, Justiça Itinerante, Corpo de Bombeiros Militar e Polícia Civil.

A política do governo é humanizar o atendimento e a saúde, segundo o assessor técnico de regionalização. “É prioridade absoluta. A orientação do governador Reinaldo Azambuja é humanizar e regionalizar os serviços de saúde”.

No último fim de semana, em Nova Andradina, o atendimento se estendeu até às 21h segundo o assessor de regionalização da Caravana da Saúde. “O último paciente da fila foi atendido às nove da noite”, contou.

Próximas ações

Nos dias 3 e 4 de outubro os médicos e profissionais que integram a Caravana da Saúde vão atender a população de Corumbá e Ladário.

(Foto: Rogério Medeiros)
Colaboração: Willian Pereira Leite (estagiário Jornalismo)

Fonte: Notícias MS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *