Janelas da Inovação: servidores da Fertel participam de palestra sobre avanços da tecnologia no trabalho

Compartilhe:

Diretor de Gestão de Informação da fundação apontou a importância de o funcionalismo se adaptar às mudanças que já transformam o mercado de trabalho

Diretor de Tecnologia e Inovação destacou a importância de os servidores se manterem atualizados. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)
Diretor de Tecnologia e Inovação destacou a importância de os servidores se manterem atualizados. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)

Servidores da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul) participaram nesta terça-feira (2) de palestra ministrada pelo diretor de Tecnologia e Inovação, Josemir Constantino Bispo, na qual foi destacada a importância da adaptação às mudanças trazidas pelo avanço nos setores de mídia e telecomunicações. A palestra fez parte do projeto Janelas da Inovação, sobre o qual o diretor-presidente Bosco Martins abordou estas e outras transformações promovidas na estrutura da fundação.

“A qualificação dos nossos servidores para que aprendam a conviver com as mudanças que a tecnologia trouxe integra a otimização dos recursos proposta pelo governador Reinaldo Azambuja, acompanhada pelo secretário Eduardo Riedel (Governo e Gestão Estratégica, pasta a qual a Fertel é vinculada). Trata-se de um caminho sem volta não apenas para o funcionalismo atual e futuro, mas para o próprio mercado de comunicação, seja ele público ou privado”, sustentou Bosco.

Em sua exposição, Josemir Bispo apresentou alguns dados sobre como os avanços implementaram transformações nas carreiras, que precisaram se transformar ou simplesmente foram substituídas por novas funções. “O decreto 9.262/2018, do Governo Federal, prevê extinguir de uma só vez 60 mil cargos na administração pública”, apontou, sustentando que, nos outros casos, são necessárias remodelações e atualizações para sua permanência acompanhando os adventos da tecnologia –que, no setor privado, ocorrem com maior velocidade.

O diretor ainda lembrou que muitas profissões com atividades rotineiras têm sido substituídos por soluções tecnológicas, algo já sentido em setores como Engenharia, Direito e na Imprensa. Tal realidade, porém, não significa a dispensa de trabalhadores, mas sim na sua transformação em profissionais aptos a atenderem as novas exigências.

“É preciso que o servidor entenda a mudança e a aceite, pois ela acontecerá independentemente de sua vontade. Que ele se envolva com o processo e mostre seu valor. Que encare o medo das tecnologias. Que passe a se comunicar mais e avalie como se adaptar a tempo. E que seja positivo e flexível”, indicou Josemir.

“Nova Fertel”
Bosco Martins e Josemir Bispo, em palestra que destacou avanços da tecnologia . (Foto: Pedro Amaral/Fertel)
Bosco Martins e Josemir Bispo, em palestra que destacou avanços da tecnologia
. (Foto: Pedro Amaral/Fertel)

Bosco reforçou que a qualificação dos servidores é o pilar principal do processo de modernização da Fertel. “Temos um quadro que já se destaca pela competência e proatividade, e o queremos participando ativamente dessa Nova Fertel que, sem dúvida, terá condições de estar na vanguarda da comunicação pública em termos de Brasil”, prosseguiu.

“Vimos realizando investimentos que permitiram, em 2018, o início da digitalização da TVE Cultura e, neste ano, já contamos com recursos vindos de convênio com o Ministério Público do Trabalho, na ordem de R$ 200 mil, que permitirá o mesmo processo na Educativa 104.7 FM, que completa 25 anos. Também preparamos a dinamização do Portal da Educativa, que, mais do que uma ponte entre TV e rádio, abrirá novas oportunidades para nos comunicarmos com a sociedade”, destacou.

Em agosto de 2018, a TVE Cultura iniciou as transmissões digitais nas regiões de Campo Grande e Dourados, avançando a seguir com a instalação de novas antenas receptoras no interior –a programação é de que, até o fim de 2020, os equipamentos instalados permitam a chegada do sinal digital em todo o Estado.

Já em março deste ano, foi formalizado convênio com o Ministério Público do Trabalho para reversão de parte de valores provenientes de um termo de ajustamento de conduta com uma empresa na compra de equipamentos para a Educativa 104.7 FM e na estrutura da Fertel. Os R$ 200 mil permitirão que a rádio também opere em sinal digital.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *