plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

23 de maio de 2024 - 17:44

Inauguração reduz distância e sofrimento de pacientes crônicos de Bataguassu e região

Secretário Geraldo Resende destaca consolidação da regionalização da saúde

Com a inauguração do Centro de Hemodiálise “Dolores Sanches Dias” em Bataguassu, realizada nesta sexta-feira (24.7), pacientes renais crônicos daquele município e de Anaurilândia e Santa Rita do Pardo vão ter atendimento mais perto de casa. Antes, eles precisavam viajar algumas centenas de quilômetros para Presidente Prudente e Ilha Solteira, no Estado de São Paulo, ou Paranaíba, Campo Grande ou Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul.

O novo Centro conta com 10 máquinas e capacidade para atender 60 pacientes. Equipamentos médicos, máquinas de hemodiálise, sistema de água e mobiliários foram adquiridos com recursos do Ministério Público do Trabalho por meio de indenizações oriundas de ações trabalhistas que passaram de R$ 1 milhão. Já a construção do prédio demandou recursos próprios do município da ordem de R$ 776.598,06.

A inauguração vai ao encontro do projeto estadual de regionalização da saúde. “Eu não poderia deixar de participar de um evento como este que consolida um processo que estamos empenhados e que é uma determinação do governador desde o dia que ele me convidou para ser secretário de Saúde do Estado e deixar de assumir a cadeira de deputado federal lá em Brasília. É a interiorização, a chamada a regionalização da saúde, e hoje se celebra mais um passo nessa direção”, disse Geraldo Resende.

O secretário de Estado de Saúde afirmou ainda que Mato Grosso do Sul caminha para se tornar referência nacional no tratamento de hemodiálise, oferecendo o tratamento em quase todas as microrregiões.

Para o prefeito Pedro Arlei Caravina, a inauguração representa dignidade para a população. “Muito mais do que um prédio bem feito é um serviço que resgata a dignidade, que diminui o sofrimento do tratamento, que eu conheço de perto, que é o de quem tem insuficiência renal. É uma forma do poder público mostrar preocupação com sua população”, declarou.

O Centro de Hemodiálise possui espaços como recepção, banheiros com acessibilidade (sanitários para pacientes e para servidores), vestiários, arquivo, sala para consultório médico, sala multidisciplinar, copa para paciente, sala de treinamento para diálise peritoneal, sala de emergência, sala para implante de cateter, sala de paramentação, sala de confecção de fístula, almoxarifado, sala de recuperação, rouparia, posto de enfermagem, salas para pacientes (sorologia positiva e negativa), sala para acondicionamento de dialisadores, sala para processamento de dialisadores entre outros espaços.

Paulo Fernandes, Subcom, e Ricardo Minella, SES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *