plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

13 de julho de 2024 - 18:39

Rio Miranda atinge nível de emergência em Bonito no final de semana e situação é monitorada pela Defesa Civil

No último sábado (13), o Rio Miranda, no município de Bonito, atingiu o nível de emergência, conforme alerta emitido pela Sala de Situação do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS), órgão vinculado a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familar).

De acordo com a Plataforma de Coleta de Dados MT-738, no Distrito de Águas de Miranda, choveu 81 mm nas últimas 72 horas na região elevando o nível do rio, que já estava em 6,24 metros. Boletim divulgado na manhã desta segunda-feira (15.10) pela Sala de Situação do Imasul indica que o rio Miranda voltou ao nível normal (4,59 metros) em Bonito, mantendo-se inalterado em Miranda (5,56 metros).

Em fevereiro desde ano, chuvas acima da média também foram registradas no município, causando sérios danos a ribeirinhos do Rio Miranda, assim como a atrativos turísticos as margens dos rios Formoso e Mimoso. Na ocasião, pelos menos 15 famílias foram desalojadas no Distrito de Bonito, Águas do Miranda e várias fazendas e pesqueiros também ficaram ilhados na região.

A Coordenadoria de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul (Cedec/MS) mantém monitoramento em todas as regiões do Estado suscetíveis a desastres naturais motivados pelo volume de chuvas acima da média nesse período do ano, priorizando os municípios que já decretaram situação de emergência em setembro: Amambai, Caarapó e Bandeirantes.

A meteorologia prevê chuvas localizadas acima da média durante a estação da primavera, com ocorrência de vendavais e subida repentina de níveis de rios. Na última semana, as precipitações atingiram áreas urbanas de Tacuru e Jardim e também regiões rurais de vários municípios.

Pesqueiro inundando pelo Rio Miranda em fevereiro (Arquivo Portal-E)

Com informações de Defesa Civil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *