plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

21 de julho de 2024 - 07:25

Governo mapeia comunidades quilombolas, ciganas e ribeirinhas

O Governo do Estado está realizando levantamento das comunidades quilombolas, ciganas e ribeirinhas, para alinhar as ações de promoção da igualdade racial. Segundo o subsecretário de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Cidadania, Carlos Versoza, o monitoramento busca quantificar, levantar as demandas das comunidades e promover a inclusão da população em programas sociais e de incentivo às atividades econômicas. Preliminarmente, a Subsecretaria já identificou quatro etnias ciganas

As ações do governo na área de Políticas de Promoção da Igualdade Racial e Cidadania serão detalhadas pelo subsecretário em entrevista ao Jornal do Rádio e Jornal da TVE na próxima quinta-feira, a partir das 7h20. Versoza visitou as emissoras do Estado e conversou com o diretor-presidente da RTVE, jornalista Bosco Martins, sobre parcerias para divulgação das ações do governo.

De acordo com Carlos Versoza, o mapeamento inclui também o levantamento das religiões de matriz africana, como a umbanda e o candomblé. Na semana passada

O subsecretário visitou o Assentamento Taquaral, em Corumbá, para levantar as demandas das comunidades, entre elas ações para geração de renda e combate às drogas.

Em todo Estado, há 22 comunidades quilombolas, mas poucas estão regularizadas, entre elas São Miguel, em Maracaju, Furnas Boa Sorte, em Corguinho, Furnas dos Dionizio, Jaraguari, e Chácara Buriti, em Campo Grande. Por orientação do Governador Reinaldo Azambuja e da secretária de Direitos Humanos, Inclusão e Assistência Social, Rose Modesto, a Subsecretaria de Promoção da Igualdade Racial e Cidadania está incentivando a agricultura familiar e economia solidária para ampliar a geração de renda e as oportunidades.