plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Institucional

FM Educativa [ AO VIVO ]

4 de fevereiro de 2023 - 05:26

Governo destinou mais de R$ 9 milhões para criação de 17 centros de comercialização da agricultura familiar

A agricultura familiar do Mato Grosso do Sul agora já conta com locais para comercializar adequadamente seus produtos. Destinados à venda exclusivamente a varejo, de produtos hortifrutigranjeiros, produtos derivados de leite, de industrialização caseira, conservas caseiras, bolachas, bolos e doces caseiros, cereais e artesanatos os centros de comercialização de Agricultura Familiar, têm feito a diferença nos municípios sul mato-grossenses onde foram instalados pelo Governo do Estado.

Atualmente são 17 centros em andamento no Estado com mais de R$ 9 milhões de recursos destinados pelo Governo do Estado por meio do Fundo Estadual Pró-Desenvolvimento Econômico (Pró-Desenvolve), da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro).

Secretário Jaime diz que ação possibilita estreitar o relacionamento com os consumidores

O último município a receber a central foi Bandeirantes que vai atender mais de 60 produtores. Convênio do Fundo Estadual Pró-Desenvolvimento Econômico (Pró-Desenvolve), que disponibilizará R$ 515 mil em recursos foi assinado na quinta-feira (03) pelo secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) Jaime Verruck e o prefeito de Bandeirantes Gustavo Sprotte.

“A feira do produtor é a mais significativa opção disponível para os pequenos agricultores de base familiar comercializarem seus produtos. Canal de distribuição com características distintas dos outros formatos varejistas, atende perfeitamente a demanda dos produtores”. Afirma o Secretário Jaime Verruck, titular da Semagro, incentivador das ações que beneficiam a agricultura familiar e ampliam as possibilidades para os pequenos no campo.

Segundo explicou o Secretário, a escolha do local para instalação leva em consideração aspectos relacionados a fatores climáticos, sazonalidade do produto, preços dos produtos e regularidade da oferta.

“Os agricultores familiares que optam pela feira, tem a possibilidade de estreitar o relacionamento com os consumidores, criar vínculos sociais e realizar negociações com o conforto de um ambiente desenhado para esse fim”. Completa Jaime.

Amambai, Anastácio, Aparecida do Taboado, Aral Moreira, Batayporã, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Jatei, Mundo Novo, Nova Alvorada, Rio Brilhante, Sonora, Terenos e Três Lagoas já contam com centros em pleno funcionamento.

Apoio pra crescer

Em Mato Grosso do Sul mais de 70,7 mil famílias se dedicam à agricultura familiares, para produzir alimentos de qualidade, contando com a assistência técnica de 476 profissionais capacitados. O apoio vem do Governo do Estado, por meio da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural). O órgão vinculado a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar) conta com 79 agências municipais e oito regionais, além de dois postos avançados, centro de pesquisa e de comercialização (Ceasa e Cecaf).

Dando seguimento à política de apoio a Agricultura Familiar, o Governo do Estado tem aumentado os aportes técnicos e financeiros ao setor. Entre as melhorias estão a entrega de maquinários para todos os municípios sul-mato-grossenses, a criação das centrais de abastecimento, o auxílio na organização de cooperativas e associações, as ações de reforço na assistência técnica, a recuperação de estradas municipais e o empenho para regularização de títulos de terras consolidam a política de desenvolvimento.

“Conforme nos recomendou o governador Reinaldo Azambuja, implementamos uma política de modernização da agricultura familiar a fim de valorizar e promover a fixação do homem no campo, oferecendo condições para a melhoria da produção e da competitividade de assentamentos, comunidades indígenas e quilombolas”, afirma o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

Rosana Siqueira, Semagro
Fotos: Arquivo Semagro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *