Rádio e TV Educativa de MS

Filtro solar não protege se aplicado da forma errada

Pesquisadores alertam que para conseguir a proteção total, é preciso caprichar na aplicação
0

mãe passando filtro solar em spray na criança

Crédito: skynesher/istockRaios ultravioletas causam dano ao DNA quando as pessoas não aplicam a quantidade suficiente de protetor solar

Um novo estudo publicado no periódico Acta Dermato-Venereology advertiu que talvez estejamos recebendo menos proteção do filtro solar do que imaginamos. Não porque ele não funcione, mas, sim, porque aplicamos de maneira errada.

De acordo com os cientistas, a maioria das pessoas aplica menos da metade de filtro solar necessária para conseguir o nível de proteção indicado. Nos testes dos fabricantes, é aplicada uma camada de 2 miligramas por centímetro quadrado, uma quantidade difícil de mensurar. E o uso habitual, segundo os pesquisadores, é de apenas 0,75 mg/cm².

“Não há contestação de que o filtro solar fornece proteção importante contra o impacto dos raios ultravioletas causadores do câncer”, disse em um artigo Antony Young, professor do Instituto St. John de Dermatologia do King’s College London, no Reino Unido. “No entanto, o que esta pesquisa mostra é que a forma como o filtro solar é aplicado desempenha um papel importante na determinação de quão eficaz ele é”, completou.

É sabido que a aplicação de pouco protetor solar pode resultar em queimaduras e danos à pele. Mas o novo estudo é um dos primeiros a avaliar quanto dano ao DNA ocorre na pele quando as pessoas não aplicam a quantidade suficiente de protetor solar.

Para se ter uma ideia, o estudo descobriu que protetor solar com fator de proteção solar (FPS) de 50, quando aplicado com uma camada fina, só pode fornecer 40% da proteção esperada.

Teste em voluntários

O estudo envolveu 16 pessoas com pele clara que foram expostas à radiação ultravioleta (UV) para simular a luz solar. Apenas uma pequena parte da pele dos participantes foi exposta. O filtro solar foi aplicado na pele dos participantes em várias espessuras, variando de 0,75 mg/cm² (considerado uso “típico”), até os recomendados 2 mg / cm². Alguns participantes foram expostos ao UV por cinco dias consecutivos, para imitar condições típicas de férias. Os pesquisadores também variaram a dose de exposição UV, variando de baixa a alta intensidade.

Como passar filtro solar

mulher passando filtro solar

Crédito: paultarasenko/istockAposte em filtros solares com FPS mais alto

O jornal JAMA Dermatology recomenda a quantidade correta para cada parte do corpo. Para o rosto e pescoço, as pessoas devem aplicar um pouco mais de meia colher de chá (3 ml); um pouco mais de meia colher de chá para cada braço; um pouco mais de uma colher de chá (6 ml) para cada perna e um pouco mais de uma colher de chá para cada peito e costas.

Os pesquisadores também recomendam que as pessoas usem um FPS mais alto do que eles acham necessário, já a tendência é aplicar muito pouco protetor solar.

Dermatologista ensina a passar protetor solar

FONTE: Catraca Livre

Compartilhe:

Deixe sua resposta

Seu endereço de email não será publicado.