plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Famílias de baixa renda estão isentas da bandeira tarifária de escassez hídrica

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

A conta de luz de outubro vai manter a bandeira tarifária de escassez hídrica. A novidade é que as famílias de baixa renda, incluídas na tarifa social, estão isentas desta cobrança a mais e vão continuar pagando com desconto a bandeira acionada mensalmente pela Aneel Agência Nacional de Energia Elétrica).

A bandeira vermelha patamar 2, acionada pela Agência Nacional de Energia Elétrica no final do mês passado, valerá apenas para os consumidores que têm o benefício da tarifa social. Para os demais consumidores, está valendo a tarifa criada para enfrentar a pior crise hídrica do país em 91 anos e que vai valer até abril de 2022. A presidente do conselho de Consumidores da área de concessão da Energisa em MS,

Rosimeire Costa, explica a determinação da Aneel. As famílias incluídas na tarifa social vão sofrer em outubro o impacto na conta de luz de um valor de R$ 9,49, a cada 100 quilowatts consumidos. Já os demais consumidores, como rurais, residenciais e poder público, vão pagar mais caro.

Confira as informações com a repórter Zilda Vieira

 

  • A determinação da Aneel ajuda os consumidores mais vulneráveis nesse momento de pandemia. Lembrando que, no Estado, os consumidores tiveram um benefício a mais com a decisão do governo, que reduziu o ICMS tanto da bandeira de escassez hídrica como da vermelha patamar 2.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *