plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Edição do Festival de Inverno fica marcada pela união da sociedade de Bonito

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Festival será realizado entre 26 e 29 de julho com atrações nacionais e espaço para artistas e debatedores locais
Festival será realizado entre 26 e 29 de julho com atrações nacionais e espaço para artistas e debatedores locais

A 19ª edição do Festival de Inverno de Bonito, que será realizada entre os dias 26 e 29 de julho, será marcada pelo envolvimento da população local na realização de um evento que, com menos recursos, conseguiu ter uma programação mais abrangente. A união de esforços foi destacada pelo secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, bem como por Bosco Martins, diretor-presidente da Fertel (Fundação Luiz Chagas de Rádio e Televisão Educativa de Mato Grosso do Sul), que destacou a semelhança do atual momento com o de 2000, quando o FestinBonito foi lançado.

“Será a edição com mais bonitenses participando. São cerca de 300 moradores de Bonito que estarão diretamente ligados ao festival, seja na produção, na estrutura ou na programação”, afirmou Athayde, ao citar o Canta Bonito –banda que abre espaço para vários intérpretes locais e que fez sua primeira grande apresentação no festival em 2017, “que conseguiram consagrar um espaço permanente dentro do festival”.

“Essas cerca de 300 pessoas vão se dedicar de diferentes formas para que este festival seja marcante. Seja na organização ou mesmo no palco, com cerca de 25 atrações confirmadas, os bonitenses já estão trabalhando duro para reforçar a importância do Festival de Inverno para a sociedade local e sul-mato-grossense”, afirmou Bosco Martins.

Athayde reiterou que a cidade estará representada no festival também por meio de entidades como a Associação Pestalozzi e o Instituto Visão de Vida, bem como pelos estúdios de dança Kadoshi e Rosana Gabriel, entre outros. Além disso, 20 estabelecimentos participarão da 2ª Mostra Gastronômica. Guias de turismo e os “Florestinhas” também participam do evento.|

Vozes da comunidade

Praça da Liberdade, palco principal do Festival de Inverno de Bonito. (Foto: PMB)
Praça da Liberdade, palco principal do Festival de Inverno de Bonito. (Foto: PMB)

Bosco afirma que essa mobilização da sociedade se assemelha à registrada na primeira edição do festival, em 2000. “A Andreia Freire respondia pela organização pela gestão estadual à época. Ao lado do então prefeito Geraldo Marques e de vários empresários da cidade, começamos a estruturação e a mobilização entre apoiadores locais”, afirmou ele, que na época já atuava no setor hoteleiro.

Para ele, a mobilização em torno do festival é outro legado deixado para Bonito. “Mostrou que a cidade pode ir muito além de suas belezas naturais, tornando-se polo de maravilhas culturais. Os grandes nomes atraem o público, mas a cidade se une para se tornar um grande centro das artes que se multiplica. Prova disso é a Feira Literária de Bonito, outro evento fantástico que projeta a cidade para o mundo”, emendou.

A participação social também permite aprimoramentos ao Festival de Inverno. Neste ano, por exemplo, a população foi ouvida para a constituição da própria logística do evento. “As bancas e atrações estarão unidas na Praça da Liberdade novamente. Também distanciamos o palco da Igreja, permitindo mais independência às instituições e melhor circulação de pessoas. O palco menor também foi alterado”, lembrou Bosco.

O diretor-presidente da Fertel lembrou que tais adequações ocorreram em audiências públicas convocadas pelos entes públicos, “garantindo voz para todos os bonitenses ajudarem a construir o Festival de Inverno deste ano”. A TVE Cultura vai transmitir as principais atrações do evento, que marca o lançamento do sinal digital pela emissora.

Confira aqui a programação do Festival de Inverno de Bonito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.