Crianças e adolescentes do Rede Solidária adquirem benefícios para corpo e mente através do Karatê

Compartilhe:

Disciplina, respeito e auto-confiança são os princípios básicos adquiridos por crianças e adolescentes que praticam a arte milenar do Karatê no Rede Solidária, um programa do Governo do Estado, gerenciado pela Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast).

A aula é ministrada para crianças e adolescentes na faixa etária de 6 a 17 anos e faz parte do quadro de atividades nas duas unidades do Rede com aproximadamente 100 crianças atendidas, por semana, na unidade Noroeste e mais de 80 alunos praticando a modalidade semanalmente na unidade Dom Antonio.

Além dos benefícios para a saúde do corpo e coordenação motora, de acordo com o mestre Marcos Ribeiro, professor da disciplina, o desenvolvimento mental, a concentração e o respeito são os principais ganhos para as crianças.

“Quando cheguei no Rede, há quase três anos, as crianças eram muito arredias, brigavam bastante. Hoje vejo como eles evoluíram. Estão mais concentrados, tem disciplina na aula, respeitam os colegas e todos que estão envolvidos no Programa. É gratificante ver a melhora na conduta deles”, analisa o professor.

A filosofia do Karatê Kenshi-Kai é considerada uma arte completa, onde há integração da saúde do corpo e da mente.

Marcos lembra ainda os frutos que a modalidade trouxe para o Programa. “Somos campeão estadual de Karatê Kenshi-Kai e este ano buscaremos o bi-campeonato no estadual 2019, e também vamos buscar medalhas no campeonato municipal que acontece no próximo mês”, comemora.

O quadro de alunos também conta com o grupo de elite com atletas em fase avançada na modalidade, prontos para competição.

Karatê Kenshi-Kai

O Karatê é uma arte marcial milenar, tem sua origem no Oriente (Índia ou China), há aproximadamente doze séculos, como método efetivo de defesa sem armas,  usando as mãos, os pés, os joelhos, os cotovelos e até mesmo a cabeça.

A filosofia do Karatê Kenshi-Kai segue um tripé fundamental que busca elevação espiritual, desenvolvimento da força física e mental e desenvolvimento cultural e cavalheirismo. Sendo considerada uma arte completa, onde há integração da saúde do corpo e da mente.

Deise Helena – Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast)

Fotos: Leca


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *