plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Covid-19: procura por testes rápidos cai 63% na Capital e preocupa autoridades da saúde

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

As cenas de aglomerações registradas no último feriado em diversas cidades, indicam que a população está perdendo o medo de contrair a Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os reflexos já são sentidos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) nesta primeira quinzena de outubro. A queda registrada foi de 63% na procura de testes rápidos e 40% nos testes de RT-PCR em Campo Grande.

Para o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, esta ausência da população em relação a testagem acende o alerta. “A população está perdendo o medo da doença, e ao mesmo tempo, há uma parte importante que acredita que a doença pode ser vencida, mas não é isso que está acontecendo. Ela tem vitimado dezenas de pessoas todos os dias em Mato Grosso do Sul. Já chegamos a quase 1,5 mil pessoas que vieram a óbito neste enfrentamento da Covid-19.

A médica infectologista, integrante do COE/MS, Mariana Croda, afirma que a não realização das testagens se torna ruim para a saúde pública e apresenta outras hipóteses por esse não comparecimento. “Há algumas hipóteses: diminuição do número de sintomáticos, negligência e perda do temor à doença ou uma melhora da curva mesmo”.

Queda nos testes

Desde o dia 1º de setembro, a SES vem registrando queda gradativa na procura por realização de testes rápidos e de RT-PCR em Campo Grande. O mesmo fenômeno também se repete em outras cidades do Estado. Na Escola Estadual Lúcia Martins Coelho, a redução foi de 63,6% quanto ao número de pacientes agendados para a realização de testes rápidos. Em comparação a 1º de setembro, a média era de 467 pacientes. E em 6 de outubro, a média ficou em 154 pacientes.

Segundo o Diretor de Saúde e Assessor Técnico do Corpo de Bombeiros Militar na SES, coronel Marcello Fraiha, devido à baixa procura na Escola Lúcia Martins Coelho “a SES inicia a desmobilização de uma equipe, sendo os profissionais remanejados às suas origens. Os bombeiros militares podem ser designados para auxiliarem nas queimadas no Pantanal, por exemplo”.

Quanto ao Drive-Thru de Campo Grande, a redução foi de 40,38% quanto ao número de pacientes agendados para a realização do RT-PCR (Padrão ouro). As 258 vagas são oferecidas diariamente entre manhã e noite. Em comparação com a Semana 36 (30/08 a 5/9) a média era de 8.320 análises na semana. Já na Semana 41 (4/10 a 10/10) a média registrada foi de 4.960 análises na semana.

“É importante lembrar que todas as 258 vagas estão sendo preenchidas diariamente. Porém, devido à baixa procura, o agendamento fica para o mesmo dia”, pontua o coronel.

Por ora, não há previsão de desmobilização de equipes nos Drive-Thrus, principalmente em razão do feriado prolongado que se comparado ao de 7 de setembro, houve um ligeiro aumento de casos. O atendimento segue normal em todos os pontos de segunda a sexta-feira, feriados e finais de semana. O horário é das 8h às 12h e das 18h30 às 23h.

Rodson Lima, SES
Foto: Saul Schramm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.