plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Confira a distribuição das doses de vacina contra a Covid-19 por município em Mato Grosso do Sul

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) publicou nesta sexta-feira (23), a lista com o quantitativo de doses encaminhadas para os municípios referente a 14ª remessa de vacinas que o Estado recebeu do Ministério da Saúde. Campo Grande e de Dourados foram os municípios que mais receberam quantitativo nesta remessa.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o quantitativo de 10.000 doses de Coronavac serão utilizadas para dar continuidade imunização da segunda dose (D2). “O grupo previsto é o da 9ª etapa de envio, onde deverão ser empregadas no grupo de idosos de 65 anos ou mais”.

Com relação as 35.500 doses de vacina AstraZeneca/Oxford, 3.655 doses serão utilizadas para continuar a primeira dose (D1), de 25% da estimativa populacional do grupo das forças Armadas (Exército, Marinha e Aeronáutica).

E 31.845 doses da AstraZeneca/Oxford serão empregados para a continuidade da primeira dose (D1), da vacinação em idosos de 60 anos ou mais, priorizando os com morbidades graves: portadores de doenças imunossuprimidas, oncológicos com doença ativa em tratamento, transplantados de órgão sólido ou de medula óssea e renais crônicos, pneumopatias crônicas graves, pacientes portadores de doenças cardiovasculares crônicas que tenham sido submetidos a procedimentos operatórios, doença cérebro vascular, obesidade mórbida e cirrose hepática, bem como, os indivíduos acima de 18 anos, desde que portadores de síndrome de down, anemia falciforme, coagulopatias hereditárias.

Há ainda neste grupo, as pessoas com deficiências permanentes que apresentem limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas, com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir, com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar ou com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.
A Secretaria de Estado ressalta que os municípios devem observar o aprazamento para ministrar a segunda dose (D2), conforme prévio agendamento, podendo ser utilizados doses remanescentes de outros grupos finalizados para suprir tal necessidade.

Abertura de outros grupos

A SES/MS destaca que o município que concluir 100% da vacinação de algum dos grupos prioritários descritos poderá empregar doses remanescentes para dar continuidade à vacinação dos demais grupos constantes na Resolução.

E esclarece que, ocorrendo a finalização de todos estes grupos, fica a critério dos municípios, iniciar a vacinação em indivíduos: de 55 a 59 anos de idade; gestantes acima de 18 anos, a partir da 12º semana de gestação, desde que com comorbidades e que possua laudo médico com autorização para vacinação; puérperas com comorbidades bem como, indivíduos acima de 18 anos com obesidade mórbida.

Rodson Lima, SES
Foto: Saul Schramm

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *