plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Com investimento de R$ 1,8 milhão do Estado, Colônia Paraguaia ganha novo espaço para valorização da cultura

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Com recursos do Fundo de Investimento Cultural (FIC), o governador Reinaldo Azambuja entregou nesta segunda-feira (16) a obra de revitalização da nova sede da Associação Colônia Paraguaia de Campo Grande, que ainda ganhou um complexo cultural. O investimento foi de R$ 1,8 milhão.

A solenidade ocorreu na sede da entidade, em evento que ainda contou com entrega de certificados e homenagens a autoridades, entre eles o governador e o deputado estadual Cabo Almi, que faleceu neste ano.

Governador Reinaldo Azambuja recebe, das mãos do presidente da Associação Colônia Paraguaia, Albino Romero, homenagem pelo apoio dado à comunidade paraguaia

“É uma bela obra, onde vamos devolver uma parte do muito que vocês fizeram pelo Estado. Os paraguaios fazem parte da história de Mato Grosso do Sul”, descreveu o governador Reinaldo Azambuja. O governador ainda destacou que o povo paraguaio é alegre e feliz e que a Colônia representa este sentimento. “Aqui é um local de confraternização, respeito e dedicação. Esta parceria é uma integração entre os povos. A nossa obrigação é devolver em obras e melhorias, pois o nosso sentimento é de gratidão ao povo paraguaio”.

O presidente da Colônia, Albino Romero, agradeceu o apoio do Governo do Estado.  “Estamos hoje entregando esta obra magnífica. Batemos em várias portas e o governador nos recebeu e nos ajudou, estamos gratos por seu apoio e reconhecimento por nossa história. Vamos lembrar do senhor de geração em geração”.

Riedel: obra valoriza a cultura do povo paraguaio

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Riedel, disse que acompanhou o projeto desde o início, que agora se concretiza.  “Esta obra nos enche de orgulho e valoriza nossa origem, que é a cultura paraguaia, que faz parte da história do Estado”.  O cônsul do Paraguai em Mato Grosso do Sul, Ricardo Aquino, leu uma carta assinada pelo chanceler Euclides Azevedo, que agradece ao governador pela ajuda na obra da Casa Paraguaia.

Contribuição e apoio

A obra teve o investimento de R$ 1.891.477,61, tendo ainda um acréscimo de R$ 75 mil para compra e instalação de nove climatizadores no local, com recursos da Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), por meio de emenda parlamentar do deputado estadual Cabo Almi.

Fundada em janeiro de 1973, a sede da Colônia Paraguaia teve revitalizado o salão de festa, banheiros, cozinha e camarim. Também foi construído mais um salão, bloco administrativo salas de oficinas e cursos, box multiuso, praça de alimentação, guarita e estacionamento.

Colônia paraguaia ganhou novo espaço para manter as tradições e realizar os eventos

O espaço ainda ganhou um novo paisagismo, que agora vai contar com uma harpa à frente da praça para recepcionar os visitantes. O monumento que dispõe de mais de três metros de altura, foi feito pelo escultor Anor Pereira Mendes.

A Associação representa mais de 80 mil migrantes e descendentes paraguaios que moram em Campo Grande. Ao todo, este público chega a mais de 300 mil em Mato Grosso do Sul. O local recebeu o devido apoio do Governo do Estado, que é parceiro do país vizinho em diferentes frentes na área econômica e cultural.

Além do governador, participaram da solenidade os secretários Eduardo Riedel (Infraestrutura), Geraldo Resende (Saúde), Elisa Cleia Nobre (Sedhast), o diretor-presidente da Agepan, Carlos Alberto Assis, o Cônsul do Paraguai, Ricardo Aquino, o prefeito Marquinhos Trad e o presidente da OAB-MS, Mansour Elias Karmouche. Assim como os deputados federais Beto Pereira e Luiz Ovando, os deputados estaduais Mara Caseiro, Amarildo Cruz e vereadores da Capital.

Leonardo Rocha, Subcom

Fotos: Chico Ribeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *