Com dois anos no ar, Rádio Educativa 99,9 empossa Conselho Consultivo

Como parte das comemorações do segundo ano da Radio Educativa UFMS 99,9, foi realizada na tarde de terça-feira (12) a primeira reunião ordinária que deu posse ao Conselho Consultivo da emissora. Na solenidade também foram assinados convênios com a Delegacia Geral da Polícia Civil do Estado de Mato Grosso do Sul e com o Ministério Público Estadual, ambos para veiculação de programas e spots.

Como órgão de apoio, o Conselho Consultivo, que se reunirá a cada três meses, tem como responsabilidades avaliar e acompanhar a programação veiculada pela Rádio Educativa; emitir parecer sobre as propostas de programas independentes e de acordo com as premissas e objetivos da Rádio Educativa; emitir parecer sobre as propostas de apoio cultural e propor alterações no Regimento Interno da Rádio Educativa.

Presidido pela secretária especial de Comunicação Social e Científica da UFMS, professora Rose Mara Pinheiro, o Conselho tem como membros os pró-reitores de Pesquisa e Pós-graduação, Nalvo Franco de Almeida Junior e de Extensão, Cultura e Esportes, Marcelo Fernandes Pereira; o servidor da Divisão de Apoio a Programas e Projetos Especiais da Pró-reitoria de Graduação Ocimar Santiago Ramirez; a professora Daniela Cristiane Ota (Faalc – Jornalismo), o professor Evandro Rodrigues Higa (Faalc – Música), e representando a comunidade externa o presidente da Fertel (Fundação Estadual Jornalista Luiz Chagas de Rádio e TV Educativa de Mato Grosso do Sul), João Bosco de Castro Martins, e um representante discente a ser indicado pelo DCE (Diretório Central dos Estudantes).

“O Conselho exerce um papel fundamental para a rádio porque vai dar o norte de crescimento. Temos, por exemplo, muitas pessoas interessadas em produzir programas de forma independente para a Rádio Educativa e nós esperamos a consolidação do Conselho para que isso seja colocado em prática, talvez aos domingos, quando temos uma grade aberta”, exemplifica a presidente do Conselho, professora Rose Mara Pinheiro.

Para a vice-reitora, professora Camila Ítavo, o Conselho é importantíssimo porque dá o caráter de uma rádio educativa à emissora ao ter a participação de docentes, discentes e representantes externos. “A Rádio Educativa tem uma proposta diferente, que pensa no esclarecimento da sociedade, e também na divulgação dos trabalhos da UFMS e de todos os parceiros. É uma construção coletiva e agradecemos os professores do nosso curso de Jornalismo, todos os técnicos e também aos nossos parceiros, todos na construção de uma Rádio cada vez mais forte e melhor”, enfatiza.

A solenidade teve ainda a participação do secretário de Cultura e Cidadania de Mato Grosso do Sul, Athayde Nery; as procuradoras de Justiça Ariadne Cantú e Jaceguara Dantas da Silva Passos, o delegado da Polícia Civil Devair Aparecido Francisco e o músico Celito Espíndola.

Convênios

Pelo convênio de cooperação mútua firmado entre a UFMS e a Delegacia Geral de Polícia Civil de MS será feita a divulgação dos programas Dicas da Polícia Civil e spots institucionais, entre outros materiais para esclarecimentos e informações da DGPC em benefício da sociedade, a serem veiculados na emissora no período de 12 meses.

Representando a DGPC, o delegado Devair Aparecido Francisco afirmou que sua instituição sente-sehonrada “em participar da grandeza desse trabalho que está sendo feito pela Rádio Educativa e a UFMS, principalmente por trazer a transparência do trabalho da Polícia Civil, como também por levar à comunidade essas dicas de segurança”.

Na mesma linha, o convênio assinado com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul prevê a divulgação dos programas MP Notícias, Direito Fácil e spots institucionais, entre outros materiais para esclarecimento e informações do MPMS em benefício da sociedade, também a serem veiculados por doze meses.

Para a procuradora Ariadne Cantú, que firmou o convênio pelo MPMS, essa parceria é um passo que há muito se desejava dar, “tanto pela importância da atuação do Ministério Público perante aos cidadãos, a quem nós temos que prestar contas, quanto pela pujança e importância da UFMS no contexto da nossa sociedade”.

Dois anos

No ar há dois anos, a Rádio Educativa tem ampla programação musical e informativa. No acervo musical há cerca de 15 mil músicas catalogadas, com constante atualização.

De segunda a sexta-feira vão ao ar os programas Radiojornal da UFMS, Repórter Nacional, Cover 99, Rota do Som, e Arquivo 99. Uma vez por semana, os ouvintes acompanham os programas Liga da Saúde, Extensão e Pesquisa, Letras e Livros, Multicultura, Fronteiras da América, Diálogos Musicais e o Teatro do Mundo. Há ainda programetes e boletins de notícia. Estão em desenvolvimento os projetos Hora Instrumental, Expresso Regional, Blues, Rock & Cia, entre outros.

Pelo site da rádio (www.educativa.ufms.br), os internautas também podem interagir com os locutores, pedir músicas e ouvir os arquivos dos programas exibidos.

Responsável pela implantação da Rádio Educativa, a professora Daniela Cristiane Ota (Faalc) afirma que esses dois anos demonstram a consolidação do projeto. “As atividades pedagógicas estão presentes na Rádio e, depois de dois anos, o link, a integração com a sociedade também se faz presente, tanto que hoje a Rádio tem vários convênios assinados com órgãos públicos. Isso consolida o caráter educativo cultural da FM UFMS, com conteúdo diversificado”, expõe.

Alunos do curso de Jornalismo da UFMS produzem os boletins Minuto Notícia para a Rádio Educativa e para o segundo semestre, explica a professora Daniela Ota, deverão apresentar outros projetos.

“A Rádio está cada vez mais se fortalecendo porque vem adquirindo consistência na sua programação, tanto de entretenimento musical, com música diferenciada, quanto em informação, jornalismo. Temos aqui uma medida certa. A Rádio ocupa um espaço importante na comunidade e está sendo reconhecida por isso. Tivemos um trabalho inicial muito bem feito, que estamos dando sequência e estamos expandindo nossos horizontes, nossos ouvintes”, afirma a professora Rose Pinheiro.

Texto e Fotos: Paula Silveira, da UFMS

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *