Chico Buarque é destaque no programa Os Donos da Música

Compartilhe:

Chico Buarque é destaque no programa “Os Donos da Música”. (foto: reprodução)

Nesta sexta-feira (16/08), a partir das 22h, a música e poesia de Chico Buarque tomam as ondas da Educativa 104.7 FM no programa Os Donos da Música com Marta Maria.

Francisco Buarque de Hollanda, mais conhecido como Chico Buarque, nasceu no Rio de Janeiro, em 19 de junho de 1944. Chico Buarque é músico, dramaturgo, escritor e ator – um artista reconhecido como um dos maiores nomes da música e literatura brasileiras. Sua discografia conta com aproximadamente oitenta discos, entre eles trabalhos solo e em parceria com outros músicos.

Neto de Cristóvão Buarque de Hollanda e filho de Sérgio Buarque de Hollanda e Maria Amélia Cesário Alvim, Chico escreveu seu primeiro conto aos 18 anos, ganhando destaque como cantor a partir de 1966, quando lançou seu primeiro álbum, “Chico Buarque de Hollanda”, e venceu o Festival de Música Popular Brasileira com a música “A Banda”.

Chico Buarque se exilou na Itália em 1969, devido à crescente repressão do regime militar do Brasil nos chamados “anos de chumbo”, tornando-se, ao retornar, em 1970, um dos artistas mais ativos na crítica política e na luta pela democratização no país.

Chico atuou e compôs várias canções de sucesso para o filme “Quando o Carnaval Chegar” e foi diretor musical de Joanna Francesa com Roberto Menescal, com quem compôs a canção-tema, no filme dirigido por Cacá Diegues. Compôs a canção-tema do longa-metragem “Vai trabalhar Vagabundo”, de Hugo Carvana e dos filmes seguintes do diretor: “Se segura malandro” e “Vai trabalhar vagabundo II”.

Chico Buarque nos grandes festivais; (foto: reprodução)

Ainda no cinema, Chico adaptou as canções de sua peça infantil “Os Saltimbancos” para o filme “Os Saltimbancos Trapalhões” do grupo Trapalhões com interpretações de Lucinha Lins. Ele também transpôs as músicas de sua peça para a adaptação para os cinemas da “Ópera do Malandro”. Outros filmes que tiveram canções-temas de sua autoria são “Bye Bye Brasil”, “Dona Flor e seus dois maridos” e “Eu te amo”, os dois últimos com Sônia Braga.

Na carreira literária, Chico Buarque foi vencedor de três Prêmios Jabuti: o de melhor romance em 1992 com “Estorvo” e o de Livro do Ano, tanto pelo livro “Budapeste”, lançado em 2004, como por “Leite Derramado”, em 2010. Seus livros alcançaram a marca de 500 mil exemplares vendidos e já foram traduzidos para vários idiomas. No teatro, musicou as peças “Morte e vida severina” e o infantil “Os Saltimbancos”. Como autor, Chico Buarque escreveu várias peças de teatro, entre elas “Roda Viva”, “Gota d’Água”, “Calabar” e “Ópera do malandro”.

Chico Buarque continua se apresentando no Brasil e afora, mantendo seu posicionamento político e sua atuação como romancista.

Sintonize – Com produção e apresentação de Marta Maria, o programa Os Donos da Música coloca os pais de letras  e melodias como protagonistas de trabalhos que ganham o mundo, muitas vezes, graças a outras vozes. O programa vai ao ar na Educativa 104.7 FM às sextas-feiras a partir das 22h, podendo ser acompanhado também pelo Portal da Educativa.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *