Caravana nas Escolas já identificou quase 5 mil alunos com alteração visual e/ou auditiva

Até o dia 30 de maio, quase cinco mil alunos da Capital, 21,5% dos que já passaram pelos exames de triagem da Caravana da Saúde nas Escolas, foram detectados com algum tipo de alteração na visão e/ou audição.

Esses alunos serão encaminhados para a segunda etapa do projeto – que vai acontecer de 23 de junho a 1º de julho -, e serão submetidos a exames mais complexos que poderão avaliar se o aluno precisará ou não utilizar óculos e/ou aparelho de audição.

Em 31 dias de atendimento – de 16 de abril a 30 de maio – passaram pelos exames 22.171 alunos; desse total 4.766 (21,5%) apresentaram alguma alteração visual e/ou auditiva.

Será montada uma estrutura no parque Ayrton Senna, em Campo Grande, onde médicos serão responsáveis por avaliar cada estudante e identificar se há necessidade do uso do aparelho auditivo e/ou óculos.

A ação, que percorrerá as 150 escolas públicas da Capital e também do interior, vai atender alunos do 4° ao 7° ano, independente da idade. Esse projeto do Governo do Estado visa identificar e sanar problemas auditivos e oftalmológicos que possam ser revertidos, reduzindo, inclusive, as taxas de evasão escolar, muitas vezes decorrentes dessas dificuldades, conforme justificativa do projeto, publicada no edital da Caravana 2018.

Luciana Brazil- Secretaria de Estado de Saúde (SES)

Foto: Denilson Secreta

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *