Bom Dia Campo Grande recebe o Secretário Especial de Governo Carlos Alberto de Assis

Compartilhe:

O Secretário Especial de Governo Carlos Alberto de Assis falou sobre os projetos em desenvolvimento. (foto: Pedro Amaral)

Nesta terça-feira (09/07), Maristela Cantadori e Anderson Barão recebem no Bom Dia Campo Grande o Secretário Especial de Governo Carlos Alberto de Assis, um dos mais importantes representante do Governo Reinaldo Azambuja.

Carlos Alberto de Assis nasceu em 1º de março de 1959 em Rosália, interior de São Paulo. Sua formação é em Educação Física mas Carlos já foi gerente de banco, dirigente esportivo, presidente do PSDB e secretário nos governos municipais e estaduais em um jornada de mais de 40 anos de trabalho. Atualmente, Carlos é Secretário Especial e Chefe de Gabinete do governo de Reinaldo Azambuja participando ativamente das tomadas de decisões da cúpula de governo.

Com projetos que incluem parceria com a administração municipal da capital e interior, turismo sustentável, investimento na economia estadual, regionalização da saúde e investimentos na área de esporte, Carlos Alberto veio ao programa falar das muitas atividades que o governo atual vem fazendo e pretende dar continuidade.

Insfraestrutura –

No interior são muitos pontos positivos. Um deles é a rota bioceânica. A ponte que liga Porto Murtinho a Carmelo
Peralta, no Paraguai, transformará Mato Grosso do Sul em um grande ponto central de coleta, separação e distribuição de produtos para toda a América do Sul – um “hub” logístico. A obra, que ainda encurtará a distância do Centro-Oeste do Brasil até o mercado asiático, o principal consumidor de commodities do mundo, é um dos projetos que efetiva o corredor rodoviário pelo Estado.

O governador Reinaldo Azambuja está hoje no Paraguai acompanhado do Vice-governador e secretário de Estado de Infraestrutura, Murilo Zauith, do Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Corrêa Riedel, e da Ministra da Agricultura, Teresa Cristina. “A rota bioceânica é um dos projetos mais importantes deste governo, nos inserindo no centro do Mercosul colocando em contato direto com o comércio asiático.”, afirma Carlos.

Decola MS –

Decreto que oficializa o “Decola MS”, programa que reduz o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços
(ICMS) sobre o querosene, combustível usado nos aviões, foi assinado pelo governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB). Vai reduzir o preço das passagens para viagens de avião. O decreto permite reduzir os 17%, que é hoje o cobrado, até a alíquota mínima de 1.41%, a redução do valor irá variar de acordo com o número de voos acrescentados.

O processos de industrialização e a geração de empregos é outro fator presente no Governo. Só no mês de junho, o Fórum Deliberativo do MS Industria aprovou a implantação de quatro novas indústrias em Mato Grosso do Sul, cujo investimento total previsto é de R$ 122,6 milhões e geração de 350 novos empregos.

 

“A rota bioceânica nos colocará em contato com o mercado asiático.”, afirma Carlos Alberto(foto: Pedro Amaral)

Parceria com município –

O “Juntos por Campo Grande” é uma parceria com o governo municipal, com investimentos de mais de R$ 29 milhões só este ano. Um das obras é a de contenção do rio Anhanduí, na avenida Ernesto Geisel, com recursos do Orçamento da União e contrapartida do Governo do Estado.  O projeto inclui recomposição das margens do rio Anhanduí, construção de muros de gabião e placas de concreto, a implantação de uma ciclovia, a construção de bocas de lobo para captar a enxurrada e a recomposição da pista. Também é realizado com contrapartida do Governo do Estado, obras de drenagem e pavimentação de mais de 10 bairros de Campo Grande.

Os investimentos em pavimentação ultrapassam a marca de R$ 60 milhões, além da revitalização da Avenida Bandeirantes e dos corredores de transporte coletivo da ruas Bahia, Calógeras e Avenida Guaicurus.Entre 2015 e 2019, o Governo do Estado investiu R$ 722 milhões em Campo Grande. Entre as realizações estão a construção do prédio da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, no valor de R$ 50,4 milhões, na readequação da rotatória da avenida Mato Grosso com Via Parque (R$ 1,6 milhão) e no Polo Empresarial Miguel Letteriello. Também foi realizada a duplicação da Euler de Azevedo no valor de R$ 16,1 milhões, a revitalização do Núcleo Industrial Indubrasil, que recebeu em R$ 6,6 milhões em investimentos, a conclusão do Hospital do Trauma e a conclusão do subsolo do Hospital do Câncer.

Os projetos de habitação também são outra prioridade, Carlos Alberto ressalta o trabalho feito nas comunidades do Bom Retiro e da aldeia Água Bonita onde o governo entregou casas recentemente. Sobre a parceria das obras do “Reviva Campo Grande”, Carlos comenta: “A 14 de Julho ficará linda, a população precisa ser paciente, logo o centro ficará com outra cara com o calçadão, áreas de convivência, wi-fi livre, são muitos aspectos positivos, quando a obra ficar pronta, a população notará os benefícios.”

Esporte –

O Centro Esportivo do Vila Almeida, em Campo Grande, está em fase de conclusão e vai propiciar esporte e lazer aos moradores da região. Orçada em R$ 1,8 milhão, sendo R$ 856 mil de recursos estaduais, a construção foi retomada em 2016. Localizado na Avenida Engenheiro Amélio de Carvalho Baís, o Centro Esportivo será área de lazer para a população dos bairros vizinhos e de treinamento para atletas e paratletas.

Dos 13 mil m², quatro mil são de área construída, com acessibilidade total. O complexo abrigará duas quadras polivalentes, para prática de futsal, handebol, basquetebol e voleibol, além de bloco administrativo, com sala administrativa, sala de atendimento lúdico, depósito, sanitário público, palco, camarim, armários, vestiários, lanchonete, depósito de material de limpeza e 78 vagas no estacionamento. A ideia é entregar no aniversário da cidade, no próximo 26 de agosto.

Mais uma perspectiva positiva são os planos para retomar a reforma no Guanandizão, a ideia é inaugurar com um jogo da seleção brasileira de vôlei, ainda a confirmar. Uma revitalização do Morenão também é pauta do atual governo com uma implantação de um Fácil no estádio e a liberação para realização não apenas de partidas de campeonatos estaduais e nacionais mas também shows e outras atividades.

Outras propostas não discutidas no programa em virtude do tempo incluem o turismo no Pantanal e a regionalização da saúde:

Turismo sustentável no Pantanal –

Brasil, Bolívia e Paraguai firmam compromisso de fomentar práticas sustentáveis no Pantanal. Necessidade de manter, primeiro, a questão dos recursos hídricos que são fundamentais para a manutenção de toda a bacia e todo o bioma do Pantanal. O outro ponto é a questão da conectividade. Nós sabemos claramente que animais, água e chuva não conhecem as fronteiras. As fronteiras são geopolíticas. Com essa declaração, abriu-se a possibilidade de nós construirmos, a partir de agora, um conjunto de ações coordenadas de preservação do Pantanal.

Regionalização da Saúde –

Construção e reforma de Hospitais em Três Lagoas, Dourados e Corumbá (reestruturação da Santa Casa). A prioridade é consolidar a regionalização da saúde. Com investimento de R$ 36 milhões, as obras do Hospital Regional da Grande Dourados (HRGD) tiveram início em junho de 2018 com previsão de entrega para o primeiro semestre de 2020. O hospital irá atender pacientes de 34 municípios da região da Grande Dourados, Conesul e Faixa de Fronteira. O HRGD contará com 236 novos leitos, destes 40 serão de UTI. A unidade terá perfil assistencial de hospital geral, que priorizará as linhas de cuidados de urgência/emergência, cardiologia,
nefrologia, oftalmologia e cirurgia geral.

O Hospital Regional de Três Lagoas (HRTL) contará com 202 novos leitos. A obra foi orçada em R$ 56 milhões sendo R$ 35 milhões do Governo Federal e R$ 21 milhões do Estadual. Serão oferecidos serviços de emergência e urgência, psiquiatria, diagnóstico, tomografia, ressonância magnética, raios-X e ultrassonografia. A estrutura contará com ambulatórios, leitos, centro cirúrgico, auditório, salas de aulas, laboratórios, esterilização e área técnica dos equipamentos de climatização do centro cirúrgico.

A Caravana da Saúde deste ano realizou 3 mil cirurgias oftalmológicas em Campo Grande. O número é 50% maior do que a meta inicial do governo, de 2 mil cirurgias oftalmológicas.

Sintonize – Com produção de Rose Rodrigues e Alisson Ishy e apresentação de Maristela Cantadori e Anderson Barão, o Bom Dia Campo Grande permite aos ouvintes começarem o dia sempre bem informados, por meio de um noticiário completo, quadros temáticos e entrevistas sobre assuntos variados. O programa vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 7h às 8h30, na Educativa 104.7 FM e pelo Portal da Educativa. Dúvidas, comentários e sugestões podem ser encaminhados pelo WhatsApp (67) 99333-1047 o pelo e-mail bomdiacampogrande2018@gmail.com.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *