plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour

Blues & Derivados homenageia o gaitista Little Walter

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
O lendário gaitista Little Walter é o destaque comentado no Blues & Derivados. (foto: reprodução)

Blues & Derivados com Clayton Sales deste sábado (01/05) homenageia o lendário gaitista norte-americano Little Walter. Esta e muitas outras atrações você pode ouvir a partir das 17h na Educativa 104.7 FM.

Marion Walter Jacobs, mais conhecido como Little Walter, nasceu em Marksville, Louisiana, em 1 de maio de 1930. Gaitista e cantor, Little Walter aprendeu a tocar a harmônica em Alexandria, ainda em Louisiana. Depois de largar a escola aos 12 anos, Little Walter passou a viver de pequenos trabalhos e apresentações com a gaita nas ruas. Em 1945, Little Walter chega em Chicago onde inicialmente encontra trabalho como guitarrista mas logo convence mais o público com seu talento na harmônica.

Logo Little Walter se frustraria por notar que sua habilidade na gaita ficava ofuscada pelo som das guitarras elétricas. Ele então adotou um método simples, mas pouco usado: segurou com as mãos em forma de concha um pequeno microfone junto com a gaita e plugou esse microfone em um amplificador de guitarra. Dessa maneira ele conseguia competir com o volume de qualquer guitarrista.

Ao contrário de outros gaitistas da época como Sonny Boy Williamson e Snooky Pryor que começaram a usar a técnica somente para aumentar o volume do instrumento, Little Walter usava o método para explorar e desenvolver novos timbres e efeitos sonoros nunca ouvidos antes de uma harmónica.

Depois das primeiras gravações em 1947, em 1948 Little Walter se juntaria ao grupo de Muddy Waters onde passou a tocar a gaita em gravações pela Chess Records. A primeira gravação com a harmônica amplificada foi em 1951 com “Country boy”/”Too young to know”. Mesmo depois da separação do grupo em 1952, Little Walter seguiu gravando sua gaita com Muddy Waters em praticamente todas as músicas de Waters lançadas nos anos 1950.

Ao longo dos anos 1950, Little Walter ainda faria sucesso com sua carreira solo. Seu primeiro sucesso, a canção “Juke”, ficou por oito semanas em primeiro lugar nas paradas da Billboard na categoria Rythm & Blues. Ao todo, Little Walter emplacou 14 hits nas paradas R&B da Billboard entre 1952 e 1958. Nos anos seguintes, os problemas com álcool e o temperamento forte foram pouco a pouco, ofuscando sua carreira.

Little Walter participou de gravações com grandes músicos como Jimmy Rogers, John Brim, Rocky Fuller, Memphis Minnie, The Coronets, Johnny Shines, Floyd Jones, Bo Diddley, Shel Silverstein,Sam Lay, Otis Rush, Johnny Young e Robert Nighthawk. Os anos 1960 foram marcados pelas excursões pela Europa entre 1964 e 1967.

Poucos meses após sua última turnê pela Europa, Little Walter se envolveu em uma briga num clube noturno de Chicago após um show. As lesões, apesar de pequenas, agravaram o quadro geral de Little Walter que já vinha se envolvendo em brigas regularmente e, na noite de 15 de fevereiro de 1968, Little Walter faleceu enquanto dormia.

A seguir você fica com uma palhinha do talento de Little Walter com a canção “My babe” ao vivo no American Folk Blues Festival de 1967:

 

 

Sintonize – Com apresentação de Clayton Sales, o programa Blues & Derivados vai ao ar aos sábados, das 17h às 20h, na Educativa 104.7 FM. O programa também pode ser acompanhado ao vivo pelo Portal da Educativa (na aba “Ouça a Rádio”). Siga o programa nas redes sociais: facebook / instagram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *