plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

13 de julho de 2024 - 04:42

Beto Pereira avalia futuro político e nova regra fiscal de gastos

Entrevistado nesta sexta (31 de março) no Rádio Livre, programa transmitido ao vivo pela 104,7 FM Educativa, o deputado federal Beto Pereira (PSDB) avaliou diferentes temas: a possibilidade de concorrer à Prefeitura de Campo Grande nas próximas eleições, a nova proposta de âncora fiscal apresentada pelo Governo Federal e o momento vivido pelo Estado em relação a investimentos e infraestrutura.

Eleições de 2024

Um dos nomes que já despontam nas discussões sobre a sucessão eleitoral de 2024, Beto Pereira afirma que as conversas – de fato – já ocorrem. Segundo ele, “na política, acaba uma eleição, começa outra”. No bate papo com Joel Silva e Eva Regina, o deputado afirmou que o pleito já está sendo discutido em todas as cidades e faz parte do cotidiano político.

“Meu partido é forte em Mato Grosso do Sul e precisa discutir Campo Grande, ter candidato a prefeito para fazer parte do debate. Há momentos em que o partido faz concessões a aliados. mas com a estatura que o PSDB possui, ele não pode se furtar a ter candidato na Capital. Vou colocar meu nome para apreciação, como qualquer correligionário tem o direito de fazer. E esse candidato vai representar o partido, debatendo os problemas e as possíveis soluções e caminhos”, explicou.

Nova regra fiscal

Beto Pereira comentou também sobre o arcabouço fiscal, conjunto de medidas, regras e parâmetros anunciados pelo Governo Federal nesta quinta (30) para a condução do controle dos gastos e receitas do país. Ele substitui o Teto de Gastos, aprovado em 2016 e que que limitou fortemente investimentos em políticas públicas básicas. A nova política fiscal proposta conta com uma combinação de limite de despesa mais flexível com uma meta de resultado primário. Como exemplo: se no período de 12 meses, de julho a junho, o governo arrecadar R$ 1 trilhão, poderá gastar R$ 700 bilhões. O objetivo é garantir credibilidade e previsibilidade para a economia e para o financiamento dos serviços como saúde, educação e segurança pública.

Para o deputado federal, esta nova âncora fiscal, compromisso condicionado do atual governo, foi proposta como uma regra de responsabilidade capaz manter a inflação baixa, mas também de assegurar os investimentos com controle dos gastos públicos. “Será debatida e analisada pela Câmara. Mas aparentemente trouxe tranquilidade para os setores econômicos, com a Bolsa de Valores subindo em dois pontos e o dólar caindo, moeda atrelada a todas as negociações comerciais e que tem relação direta com a inflação. Uma regra que apresenta certa flexibilização e que pode ser revertida em investimentos em políticas públicas em educação, saúde e infraestrutura”, avalia Beto Pereira.

Para o parlamentar, porém, a regra fiscal é um passo. “São necessários outros atos contínuos, como cravarmos uma reforma tributária que simplifique a arrecadação e que traga mais contribuintes, mas com equilíbrio da base contributiva”.

Investimentos em MS e municipalismo

Durante a entrevista o deputado federal fez um panorama dos bons resultados colhidos por Mato Grosso do Sul em diferentes índices, como desemprego (4ª menor taxa do país) e o aporte de alguns dos maiores investimentos em infraestrutura privados no país, como novas usinas de bioenergia, de celulose e de ampliação na produção industrial e agropecuária.

Para Beto Pereira, resultado direto de uma política fiscal responsável adotada nos últimos anos, que tirou o Estado da condição de mero pagador de despesas para estimulador de grandes investimentos no desenvolvimento capazes de ampliar o alcance de suas políticas públicas.

A política municipalista também foi abordada na entrevista. Ex-presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul e ex-vice presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Beto celebrou a última Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, encerrada na quinta (30) e que debateu temas importantes, como reformas fiscal, tributária, a manutenção da Lei de Licitações e que assegurou o reajuste no repasse de valores para merenda escolar, conquista que melhora a capacidade de investimentos das prefeituras.

“Uma oportunidade única para os prefeitos discutirem pautas importantes com todos os poderes. Sei da importância de escutar as pautas municipalistas para a gestão, tanto no Executivo quanto no Legislativo. E os vereadores contribuem muito também neste processo”, exemplificou Beto Pereira.

Confira a entrevista completa de Beto Pereira no Rádio Livre desta sexta (31 de março):

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *