Athayde Nery reforça a vocação do Festival de Bonito de formatar a identidade regional

Compartilhe:

A 18ª edição do Festival de Inverno de Bonito (de 27 a 30/07) traz o desafio de despertar no sul-mato-grossense o orgulho de ter nascido neste estado. Com esta ideia o secretário estadual de cultura, Athayde Nery, encerrou a entrevista no programa ‘Manhã Educativa’, da Educativa FM 104,7.

“Teremos 211 atrações nesta edição do festival. Se compararmos com o ano passado, quando apresentamos 83 atrações, o crescimento do evento em 2017 foi significativo. Em relação às artes cênicas, programamos 20 atrações, sendo que apenas três delas não são de Mato Grosso do Sul. Já na área musical, dos 16 artistas que vão se apresentar, somente um deles (a cantora Karol Conka) não é do estado”,  contabilizou o secretário.

O Festival vai reunir diversas manifestações culturais, que incluem música, sessões itinerantes de cinema no cinetruck, mostra gastronômica, intervenções artísticas, seminários, oficinas e campanhas solidárias (doação de sangue e medula óssea, ajuda aos centros de acolhimento, sensibilização e combate à violência doméstica e intrafamiliar).

A Mostra Gastrômica que acontecerá durante o evento , que vai contar com a participação de 24 restaurantes de Bonito,  foi ressaltada por Athayde : “ será um elemento a mais que iremos agregar na construção da identidade pantaneira, porque o público vai escolher o prato que melhor representa nossa região”, ponderou.

Ao mencionar o intenso itinerário cultural que vai movimentar Bonito nos próximos dias, o apresentador do Manhã Educativa, Anderson Barão, teve a ideia complementada pelo secretário: “O Festival vai movimentar a cidade e o estado. Acredito que uma das saídas para o crescimento do país é o turismo e a cultura”, argumentou Athayde.

Retomando o aspecto financeiro do evento, o gestor da cultura disse que “para cada real investido no projeto cultural em Bonito, teremos um retorno de sete reais, numa rede econômica que beneficia desde o pipoqueiro até o dono de hotel”, exemplificou.

O Secretário de Cultura também se reuniu com o diretor-presidente da TV Educativa, Bosco Martins, e com o Coordenador Operacional da emissora, Cesar Roriz, para debater a transmissão ao vivo do festival .  “Está tudo acertado para realizarmos flashes da programação, entrevistas e transmissão dos shows ao vivo pela equipe técnica e jornalística da TVE”, confirmou  Roriz.


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *