Arte no Meu Bairro leva pagode e sertanejo ao bairro Estrela D’Álva

Compartilhe:

O “Arte no Meu Bairro – Palco Itinerante” acontece neste sábado (28), a partir das 16h, no bairro Estrela D’álva, com estrutura montada na Rua Marquês de Leão com Rua Uirapuru.

Com duas atrações, o evento reúne pagode e samba, reproduzido pelo talento de Bethynho Show e Banda, além do sertanejo da cantora Watuci.

WhatsApp Image 2019-09-24 at 17.53.07

Watuci é a primeira a se apresentar ao lado de sua banda que traz características bem regionais. A cantora tem na música seu hobbie desde a infância, incentivada por seu pai, Chito Messias, cantor paraguaio que formou um famoso trio em meados da década de 80, chamado Trio Harmonia. Por conta disso, possui variadas influências musicais, que passam pelas raízes da música sul-mato-grossense, do sertanejo clássico até o sertanejo universitário.

ArtnoBairroCom seu sotaque carioca, Bethynho Show promete um show animado, com muito samba no pé. Em 29 anos de experiência como músico profissional, Bethynho apresenta músicas autorais de seu CD solo, além de sucessos de artistas renomados como Ferrugem, Raça Negra, Jorge Aragão e Turma do Pagode.

O próximo bairro a receber o projeto é o Santo Amaro, no dia 4 de outubro, e o São Conrado, dia 11 de outubro.

“Arte no Meu Bairro – Palco Itinerante” recebe credenciamento de artistas até 2020

O credenciamento de músicos, bandas e duplas locais para a participação no projeto continua até março de 2020 e os interessados devem entregar o envelope com a documentação necessária todas as primeiras terças-feiras de cada mês.

Para outubro, a data prevista é dia 1º de outubro, às 14h. A entrega deve ser feita na DICOM, situada na Avenida Afonso Pena, 3.297, Paço Municipal, Térreo. A documentação exigida pode ser conferida no endereço eletrônico http://www.campogrande.ms.gov.br/sectur/downloads/edital-arte-no-meu-bairro-3/.

O “Arte no Meu Bairro – Palco Itinerante” credencia 58 artistas locais, nas modalidades “show de abertura” e “show principal”, por intermédio da reabertura da Chamada Pública n. 001/2018. O cachê disponível para músicos locais é de R$ 2 mil, e para músicos de renome regional, R$ 4 mil.

Artistas, grupos e bandas de sertanejo, bailero, samba, pagode, bossa nova, MPB, blues, jazz, hip hop, rap, forró, rock e pop rock, música regional, funk, gospel e reggae, podem se inscrever.

O projeto é composto de 24 eventos musicais, a serem realizados entre agosto de 2019 e março de 2020, nas seis regiões de Campo Grande e nos Distritos Anhanduí e Rochedinho e no polo Industrial do Indubrasil, sendo que a programação contará com três músicos por evento: dois músicos locais de cada região e distrito do Município, e um artista com renome regional.

Fonte: CG Notícias

 


Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *