plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

25 de julho de 2024 - 07:01

Abertura do XXIII Enapa reúne centenas de apoiadores em Bonito

A abertura oficial da XXIII edição do Encontro Nacional dos Grupos de Apoio à Adoção (ENAPA) foi marcada por muita emoção e centenas de apoiadores reunidos em defesa dos direitos das crianças e adolescentes. O encontro, que teve início nesta quinta-feira (15) em Bonito e vai debater temas de interesse social, voltados principalmente para adoção, desde o preparo necessário para uma família receber uma criança, as responsabilidades que se assumem com a adoção, até as formas de lidar com os conflitos da relação.

Auditório do Centro de Convenções de Bonito ficou lotado com famílias e apoiadores da causa (Foto: Kemila Pellin)

Na primeira noite, uma palesta com Coach Aly Baddauhy Jr. debateu principalmente os conflitos individuais do ser humano, que se refletem nas relações e podem inclusive, ser prejudiciais em casos de adoção, caso o adotante não consiga resolve-los. “Quem adota precisa saber que está a serviço da criança ou adolescente, e se colocar nesta posição. Se a pessoa achar que ‘ajudando’ o adotando, ela se coloca numa posição de superioridade e vai achar que a criança deve servi-lo e com isso a relação será conflitante”, afirmou.

Segundo Aly, todo ser humano tem necessidade de pertencimento, que só é possível através dos vínculos e que para os vínculos sejam construídos de forma plena e leve, é preciso conhecer suas origens e aceitá-las, independente de ter ou não uma relação com elas. “Os únicos vínculos naturais que temos são com pai e mãe e isso, independente do que aconteça, não pode ser quebrado. A criança pode nunca ter conhecido seus pais, mas ela tem vínculos eternos com eles, que podem refletir no seu caráter e a nova família precisa aceitar isso e também ser gratos pela família genitora, porque foram eles que conceberam a vida aquele ser. Só assim eles conseguirão construir uma relação saudável e sólida”, detalhou.

Jonas Helvis e Vanilda Souza Carvalho, casados há 19 anos, são pais adotivos de dois meninos e prestam serviço voluntário no Grupo de Apoio a Adoção Manjedoura de Coxim (GAAM). Apesar de estarem envolvidos na causa há mais de 4 anos, quando decidiram entrar para a fila de adoção, eles nunca tinham participado de um Encontro com essas dimensões. “A gente aproveitou que seria aqui Bonito, perto da gente, e decidiu participar. Temos certeza que será uma experiencia enriquecedora, porque além de participarmos do GAAM, nós somos pais adotivos e cada debate sobre esse tema é importante”, explicou Jonas.

Sobre o trabalho voluntário, Vanilda explicou que o grupo trabalha não apenas com a adoção direta, mas com a prevenção ao abandono. “Nós visitamos as famílias em situação de vulnerabilidade, conversamos com os pais, prestamos apoio as crianças e sempre buscamos ressaltar a importância dos vínculos familiares”.

Já quanto aos filhos, dois meninos de 5 e 6 anos, que durante abertura  estavam envolvidos com as atividades do Enapinha (um segmento do evento criado para atender as crianças e adolescentes enquanto os pais participam dos debates, com passeios e atividades recreativas), ela afirma que os vínculos estão sendo construídos com base no amor e no respeito e que ‘embora não tenham nascido deles, nasceram para eles’.

Representantes do Judiciário de todo o país participaram da abertura do evento (Foto: Kemila Pellin)

Rose Modesto, que acompanhada do secretário de Estado de Cultura e Cidadania, Athayde Nery, representaram o governador Reinaldo Azambuja no evento, destacou a importância social de um debate como este acontecer em Mato Grosso do Sul. “Talvez a maior importância para o nosso Estado é o fato de ver esse tema da adoção ser fomentado aqui, através de experiencias compartilhadas. É um momento que a gente tem aqui, pessoas de todos os setores da sociedade, a sociedade civil organizada participando, que são fundamentais no processo de adoção, então é um psicologo, promotor, defensor, profissionais da área da educação, da área social, então eu acho que essa troca de experiencias motiva os que estão aqui, ao mesmo tempo acaba contagiando o nosso Estado pela preocupação que nós devemos ter pelo tema. Acho que sensibiliza a sociedade a despertar para isso”, detalha, ao lembrar que é tia e irmã por adoção e se sentiu muito comovida com encontro.

Já Athayde, comentou sobre o impacto econômico que o Enapa gera no município. “É um evento que consagra esse potencial do nosso Estado em sediar momentos como este, que além de reunir centenas de pessoas em Bonito, movimentando hotéis, restaurantes, atrativos, isso diretamente, sem falar nos reflexos indiretos do turismo, também proporcionar uma reflexão sobre esse tema tão nobre e necessário, porque a gente sabe que existem milhares de crianças precisando de um lar e debates assim nos ajudam a ver isso com outros olhos”, afirmou.

Durante a primeira noite os participantes também participaram de um jantar de confraternização e foram presenteados com o show do cantor Almir Sater.

A edição deste ano conta com o apoio do Grupo de Apoio à Adoção do Pantanal, Grupo de Apoio à Adoção Manjedoura, Associação Nacional dos Grupos de Apoio à Adoção, Grupo de Apoio à Adoção Ato de Amor, Grupo de Estudo e Apoio à Adoção e do Grupo de Apoio à Adoção “Laços de Amor”.

O Enapa 2018 foi organizado pela AFAGAS Sidrolândia, instituição sem fins lucrativos, criada em 2014 e composta inicialmente por famílias adotivas e pretendentes à adoção. Atualmente a Associação trabalha em conjunto com a Vara da Infância e Juventude, Núcleo Psicossocial, Projeto Padrinho, Conselho Tutelar e Casa de Abrigo.

A programação completa está disponível no site do TJMS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *