plan cul gratuit - plan cul toulouse - voyance gratuite amour
Pular para o conteúdo

Institucional

FM 104,7 [ AO VIVO ]

23 de julho de 2024 - 22:43

A campanha nacional de vacinação contra poliomielite e sarampo foi destaque no Bom Dia Campo Grande

Jaqueline Miranda Fonseca foi a entrevistada do Bom Dia Campo Grande, onde reforçou a importância da vacinação. (Foto: Julia Torrecilha)
Jaqueline Miranda Fonseca foi a entrevistada do Bom Dia Campo Grande, onde reforçou a importância da vacinação. (Foto: Julia Torrecilha)

O retorno de doenças já erradicadas, como o sarampo e a poliomielite, preocupa as autoridades sanitárias do país. Entre os fatores de risco apontados para o surgimento do problema estão a baixa cobertura vacinal e a entrada de pessoas no Brasil vindas de lugares onde essas patologias ainda ocorrem.

Para explicar melhor a importância da vacina e a incidência de moléstias infectocontagiosas em Mato Grosso do Sul, o programa Bom Dia Campo Grande, da FM 104.7 Educativa, recebeu a gerente técnica de Doenças Agudas e Exantemáticas da Secretaria Estadual de Saúde (SES), a enfermeira Jaqueline Miranda Fonseca.

“Em 2015 foi registrado o último caso de sarampo no Brasil, no Estado do Ceará. O último caso da doença em Mato Grosso do Sul ocorreu em 2011. Há dois anos, em 2016, o país recebeu o certificado de eliminação do sarampo. Quanto à poliomielite, há 28 anos o Brasil não registra nenhum caso da doença”, esclareceu Jaqueline.

No entanto, a enfermeira fez um alerta para a relevância da imunização como estratégia eficaz de combate às enfermidades contagiosas, e as metas de vacinação na campanha contra o sarampo e a pólio, que vai de 6 a 31 de agosto, sendo que no dia 18 de agosto será a data nacional  de mobilização contra essas doenças.

“Nosso público alvo são crianças de um ano à menores de cinco anos. A meta é realizar uma cobertura vacinal de 95% , já que a população de Mato Grosso do Sul que deve ser imunizada soma 158.083 crianças”, enfatizou a gerente técnica da SES.

Situação Nacional

Nos Estados do Amazonas, Roraima, Rio Grande do Sul, Rondônia e Rio de Janeiro foram confirmados casos de sarampo neste ano. De acordo com o Ministério da Saúde, a aplicação de todas as vacinas do calendário infantil e também adulto está abaixo da meta no Brasil.

Em 2017, a BCG, que protege contra a tuberculose e é aplicada no bebê ainda na maternidade, atingiu 90% de cobertura vacinal. Em relação à poliomielite menos de 50% das crianças foram imunizadas contra a enfermidade em 312 municípios do país. Apesar de erradicada no Brasil desde 1990, a doença ainda é endêmica em três países: Nigéria, Afeganistão e Paquistão.

Os municípios com mais baixa cobertura vacinal em Mato Grosso do Sul são Ivinhema ( com índice de 3,19), Japorã (11,41), Amambai (40,55), Ladário (42,04) e Miranda (45,83). Sarampo, poliomielite, rubéola e difteria estão entre as doenças infectocontagiosas que podem retornar sem a devida cobertura vacinal.

Sintonize – O Bom Dia Campo Grande vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 7h às 8h, na FM 104.7 Educativa, podendo ser acompanhada também pelo Portal da Educativa (na aba Ouça a rádio). Com produção de Rose Rodrigues e Alisson Ishy, o programa é apresentado por Dia Gaúna, Anderson Barão e Bosco Martins, contando ainda com comentários de Celito Espíndola durante a Copa do Mundo. Você pode participar por meio de mensagens no WhatsApp (67) 99333-1047, ou pelo email bomdiacampogrande2018@gmail.com.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *