Rádio e TV Educativa de MS

A aplicação da fisioterapia no tratamento da dor

A dor crônica é predominante em mulheres, idosos, obesos, fumantes e ex-fumantes, segundo a Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor
0

A estimativa da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor é de que cerca de 60 milhões de pessoas no país têm queixas de dor persistente, sendo que 41.4% desse total reclamam de dor crônica. A Associação Internacional para o Estudo da Dor assinala que a causa mais frequente de procura dos serviços de saúde, e de falta ao trabalho, é a dor, um distúrbio que afeta 40% da população mundial, principalmente mulheres e adultos jovens em idade produtiva.

O assunto foi abordado no programa Bom Dia Campo Grande, da 104.7 FM Educativa. O entrevistado de estúdio, o fisioterapeuta Ricardo Saravy, esclareceu as indicações da sua profissão para aliviar ou prevenir diversos problemas de saúde.

“A fisioterapia é considerada uma profissão relativamente jovem, trata-se de um tratamento importante para vários distúrbios ou agravos corporais. Também é indicada na prevenção de lesões. Não é um trabalho isolado, vejo como uma atividade interdisciplinar, que necessita do suporte de outros profissionais como nutricionista, psicólogo ou psiquiatra e médico especialista”, definiu Ricardo.

O fisioterapeuta reforçou a estimativa de órgãos de saúde quanto à percentagem dos que precisam deste tipo de tratamento: “ Quarenta por cento dos pacientes que buscam reabilitação sentem dor, que pode ser aguda (manifestada num período de 0 a três meses), ou crônica (quando a dor se prolonga para além de três meses)”.

De acordo com Saravy , somente um em cada quatro pacientes com dor crônica recebe tratamento adequado. A consequência pode ser a cronificação do problema, a redução das funções físicas e da qualidade de vida. “Mesmo assim, registros sobre dor e incapacidade são elementos subnotificados pelos serviços de atenção primária no Brasil, tendo em vista que não são realizados especificamente nas unidades de saúde”, complementou.

Bom Dia Campo Grande – Programa da 104.7 veiculado de segunda à sexta-feira, das 7h às 8h, na rádio e no portal da educativa. Apresentação: Anderson Barão e Maristela Cantadori, e produção de Rose Rodrigues e Allisson Ishy. O ouvinte pode participar pelo whatsapp 993331047, ou pelo email bomdiacampogrande2018@gmail.com

Compartilhe:

Deixe sua resposta

Seu endereço de email não será publicado.