Rádio e TV Educativa de MS

’40 Anos atravessando o tempo’

0

* Por João Carlos Silva

Mato Grosso do Sul chegou aos 40 anos vencendo barreiras e atravessando o tempo com a força de um estado moderno e voltado ao desenvolvimento. Os divisionistas de outrora sabiam que esse seria o nosso destino. A vanguarda que atuaram para nos libertar do norte deu certo. Liberdade ! As asas se abriram sobre nós e voamos sem olhar no retrovisor. De Harry até Reinaldo o Mato Grosso do Sul não para de crescer. Sua peculiaridade na pecuária, na agricultura, na prestação de serviços e no empreendedorismo fazem com que cresça a cresça a cada passo dado pela população. Pujante e vanguardista na cultura e artes plásticas , atuante no comércio, reconhecido pelo valor das suas belezas naturais, crescente no setor da medicina moderna e da arquitetura, solo de reconhecidos talentos musicais e também na seara do direito o Mato Grosso do Sul vai escrevendo a sua história.

Na comu nicação é um reconhecido solo de grandes empresários e ativas redações dos seus diários e semanários. Nas ondas do rádio produz audiência com talentos inesgotáveis. No PIB nacional está postado como um gigante na produção de grãos e da carne. O boi, o peixe, o suino e o frango condizem com o cenário promissor. Maquinários de ponta são colocados no campo a todo vapor. Granjas possuem o que de mais moderno o mercado exige. O leite alcançou um patamar interessante depois de muita luta dos produtores. Cidades edificam cada vez mais construções de alto padrão comercial e vão caminhando para o futuro com passos largos. Esse é o Mato Grosso do Sul que todos nós queremos.

A política nacional virou um balaio de gato recheada de bandalheiras e isso prejudica estados e municípios . Nós também sofremos com isso e a economia sente os fatores da crise. Mesmo assim o Mato Grosso do Sul segue sua trilha. Desde os idos de 30 que a luta pela divisão era evidente. Atrelado ao norte , o sul precisava do grito de liberdade. Demorou muito . O sul e o norte já estavam se cansando um do outro. A distante Cuiabá já não nos encantava. Queríamos a nossa própria identidade e a nossa capital. A canetada dada pelo Presidente Ernesto Geisel foi a mais esperada de todas. Não teve eira nem beira como se diz por ai. Não precisamos mais passar recibo para o norte como antes. Como é bom comemorar 40 anos , não é mesmo ? A festa é só nossa e os convidados que o digam.

Da nascente do Chuí ao prisma do Oiapoque, o Mato Grosso do Sul abraça o Brasil com uma força extraordinária, coisa de estado gigante que cresce resistente com suas próprias pernas. Futur as gerações vão saber que a luta divisionista foi brava e eloquente. Daqui mais 40 anos estaremos soberanos no mapa do Brasil. O mundo que nos aguarde.

*Consultor e Articulista

Deixe sua resposta

Seu endereço de email não será publicado.